magazinecidamont

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Quarteto é preso com armas e drogas após roubo a estabelecimento comercial em Santa Quitéria

santa-quiteria-policia-01
Armas de fogo e entorpecentes foram apreendidos pela Polícia Militar do Estado do Ceará (PMCE), na tarde desta quarta-feira, 30, no município de Santa Quitéria.
Este material estava em posse de quatro homens, suspeitos de cometerem um roubo a um estabelecimento comercial, no bairro Pereiros. As prisões e apreensões ocorreram após uma ação rápida de policiais militares, que seguiram em diligências no intuito de localizar e capturar o grupo criminoso.
Foram presos três cearenses identificados por Alan Lopes Martins, 25 anos, Frederico Amorim de Almeida, 23 anos e Josenir Ângelo de Sousa, 28 – que já responde por tráfico de drogas; e um carioca, identificado por Pedro Henrique da Silva, 18 anos, que não tem antecedentes no Ceará.
O quarteto havia acabado de cometer um assalto, contra um mercantil, e em seguida empreendeu fuga. Três dos envolvidos se mantiveram escondidos em uma residência, situada no bairro Piracicaba. Por meio de apurações, a Polícia seguiu até o local apontado como abrigo para os infratores e realizou um cerco em torno da propriedade.
santa-quiteria-policia-02
Ao perceberem a chegada dos policiais, os três homens tentaram fugir pelos fundos da casa, mas foram contidos rapidamente pelos agentes de segurança. No local, foram apreendidas munições de calibres variados e também toucas balaclavas.

Ao ser indagado, o trio informou onde estava Frederico Amorim, o quarto assaltante, e também todo o dinheiro levado durante o roubo. A Polícia então seguiu até o local onde o último partícipe estava abrigado.
Além de efetuar a prisão do infrator, os militares recuperaram a quantia roubada e apreenderam duas pistolas calibre .40, aproximadamente 100 cápsulas intactas de calibres variados, 3,7 kg de crack e 135 gramas de cocaína.

O grupo foi conduzido para a Delegacia Municipal de Santa Quitéria, onde foi autuado em flagrante por roubo, tráfico de drogas e associação criminosa.

Operação policial prende homem acusado de clonar veículo em Boa Viagem

boa-viagem-policiaA operação cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência de Jonatas Fragoso. (Foto: SSPDS)
“Nosso intuito é identificar e prender pessoas que circulam com veículos clonados na cidade”, assegura o delegado Nelson Pimentel, titular da Delegacia Municipal de Boa Viagem, sobre a operação desencadeada, nessa terça-feira, 29, no município.
A ação policial, realizada em conjunto pelas Polícias Civil e Militar do Estado do Ceará, resultou na captura de um homem com um carro roubado e emplacamento e chassi adulterados, entre outros ilícitos.
A operação cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência de Jonatas Fragoso da Silva, 24 anos, conhecido como “Leão”, que responde por homicídio e porte ilegal de arma de fogo.

O carro é roubado e possui placas e chassi adulterados. (Foto: SSPDS)O carro é roubado e possui placas e chassi adulterados. (Foto: SSPDS)
No imóvel, situado no bairro Vila Azul, os agentes de segurança apreenderam um carro Toyota Corolla, um revólver calibre 38 e 16 munições de mesmo calibre, além da quantia de R$ 2.862.
O homem foi conduzido à delegacia da cidade e autuado em flagrante por receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e posse ilegal de arma de fogo e munição.
O carro encontrado com Jonatas é roubado e possui placas e chassi adulterados. A Polícia descobriu que o emplacamento do automóvel é clonado de outro veículo de Fortaleza. O chassi também foi modificado para dificultar a descoberta do crime, mas não adiantou.
As investigações desenvolvidas por equipes da delegacia de Boa Viagem levaram a Polícia ao suspeito. “Durante os levantamentos, nós observamos uma elevada frota de veículos clonados na região”, explica o delegado Nelson, ao esclarecer os fatores que desencadearam a operação – intitulada “Dublê” em razão deste nome também ser dado aos veículos clonados. Os trabalhos policiais prosseguem.
Fonte:   

Concurso PM-CE 2016: divulgado resultado; conheça os aprovados

Divulgada nesta quinta-feira (1°) no Diário Oficial do Estado (DOE) o resultado preliminar da 1° etapa do concurso público da Polícia Militar do Estado do Ceará (PM-CE) para 4.200 vagas - 3.990 para homens e 210 para mulheres.
Nesta primeira fase, foi realizada uma prova objetiva no último dia 25 de setembro para mais de 70 mil candidatos inscritos. De acordo com o Governo do Estado e o edital da seleção, a expectativa é que 1.400 pessoas sejam convocadas até o final de 2016, com previsão de igual chamada em 2017 e 2018.
A remuneração inicial para o posto de policial militar é de R$ 3.134,58.
Próximas fases do concurso
2ª etapa: Exames médico-odontológico, biométrico e toxicológico (inspeção de saúde), de caráter eliminatório;
3ª etapa: Curso de Formação Profissional, de caráter classificatório e eliminatório, e em quatro fases:
. Avaliação Psicológica (de caráter eliminatório)
. Avaliação de Capacidade Física (caráter eliminatório)
. Investigação Social (caráter eliminatório)
. Avaliação de Verificação de Aprendizagem (caráter classificatório e eliminatório)

LEIA AINDA

Fonte: DN

MPF-CE vai pedir suspensão de todas as provas do Enem 2016

Relatório da PF conclui que teste vazou para pelos menos duas pessoas.
Procurador vai estender pedido de suspensão para provas objetivas.

Do G1 CE

O procurador da República Oscar Costa Filho disse nesta quinta-feira (1º), em Fortaleza, que vai pedir a suspensão da validade de todas as provas do Enem 2016, diante das conclusões do relatório da Polícia Federal enviado nesta quarta-feira (30) ao MPF, que aponta vazamento das provas do exame para, pelo menos, duas pessoas. Costa Filho vai estender o pedido de suspensão da redação para todas as provas objetivas.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirmou, na tarde desta quinta, que "não há indício de vazamento de gabarito oficial" e que o MPF vazou informações sobre o inquérito para provocar ''tumulto e insegurança''.
O relatório da Polícia Federal do Ceará traz detalhes da investigação sobre o acesso de dois candidatos presos no estado - um na capital, na operação Embuste, e uma jovem, na cidade de Juazeiro do Norte, na operação Jogo Limpo. Os candidatos tiveram acesso à "frase-código" da prova rosa.

A informação permitiu que candidatos que deveriam fazer provas diferentes da rosa pudessem preencher o cartão de respostas de acordo com o gabarito transmitido pela quadrilha - não importando a cor da prova que o candidato tenha recebido no exame, já que a frase-código é o que legítima a correção conforme a cor referente à frase.
"Tanto o gabarito quanto a frase-código foram divulgados antes do exame, o que garante a responsabilidade de afirmar que houve vazamento da prova", diz o relatório. Para Costa Filho, trata-se de uma quadrilha nacional, o que comprometeu a lisura do exame em todo o país.
Na prisão de Fortaleza, a polícia encontrou no bolso de um homem de 34 anos o tema e um texto pronto para ser transcrito. Ele ainda recebeu o gabarito pelo celular e usou também ponto eletrônico na sala do exame.

O procurador encaminhou ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) o relatório da PF para ser anexado ao recurso, em que pede a anulação da decisão da 4ª Vara da Justiça Federal no Ceará de não invalidar a redação. Neste mesmo recurso, o MPF requer o envio do processo para a 8ª Vara da Justiça Federal no Ceará e, agora, vai pleitear a suspensão das provas objetivas.
Na decisão questionada pelo MPF, o juiz José Vidal Silva Neto, da 4ª Vara da Justiça, afirma não ter havido vazamento do tema da redação, conforme argumenta Oscar Costa Filho. "A meu ver, não houve conhecimento antecipado pelos candidatos de qual seria o tema da redação do Enem-2016. A divulgação certa do tema apenas no início da prova assegurou que a capacidade de elaboração individual de texto escrito concatenado fosse medida efetivamente a partir e no tempo de duração da redação, em igualdade de condições para todos os candidatos", afirma José Vidal Neto na decisão.
Primeiro pedido
O primeiro pedido do MPF relativo ao Enem 2016, solicitando a suspensão das provas em  por causa das ocupações, já havia sido negado pela 8ª vara da Justiça Federal O pedido foi feito após o Ministério da Educação (MEC) decidir adiar a prova para participantes que fariam o teste nas escolas ocupadas em protestos contra a reforma do ensino médio e contra a PEC 241, que congela os investimentos públicos por 20 anos.

Condenado a nove anos por morte de modelo, agente ficará solto, no CE

Modelo é assassinado após briga em festa nas Dunas, em Fortaleza (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)O agente penitenciário, Renilson Garcia Araújo, 27 anos, foi condenado a nove anos de reclusão pela morte do modelo Johnny Moura Melo, 22 anos. Ele já respondia em liberdade, e continuará solto aguardando a conclusão do processo, quando não caberá mais recursos.
Renilson foi condenado por homicídio privilegiado (quando praticado por forte emoção, logo após injusta provação da vítima) e pela qualificadora da surpresa (à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido).
Tanto Ministério Público quanto defesa anunciaram que vão recorrer da decisão. Caso o Tribunal de Justiça acate o recurso da acusação haverá novo julgamento, no entanto, se a tese da defesa prevalecer, a pena de nove anos poderá ser reduzida.
A acusação sustenta a condenação do réu por homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e sem possibilidade de defesa da vítima).
Julgamento
A sessão teve início por volta de 9h30 no 4º Salão do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua e ocorreu a portas fechadas. O crime ocorreu no dia 27 de dezembro de 2015, por volta das 5h30, após festa realizada em buffet no Bairro Dunas, na capital cearense. A decisão foi proferida por volta da meia noite.

O juiz Antonio Carlos Pinheiro Klein Filho, titular da 4ª Vara do Júri de Fortaleza, presidiu a sessão. À frente da acusação esteve o promotor de Justiça Ythalo Frota Loureiro e o assistente de acusação, advogado João Marcelo Pedrosa. A defesa estava à cargo dos advogados Antônio Delano Soares Cruz e Silvio Vieira da Silva.
Um total de 10 testemunhas foram intimadas para depor no julgamento. Destas, quatro foram arroladas pelo Ministério Público, cinco pela defesa e outra tanto pela acusação como pela defesa.
Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público do Ceará, o acusado, que entrou no buffet com arma de fogo, teria se envolvido em uma briga com a vítima por este acreditar que Renilson estaria olhando para a sua namorada. Já do lado de fora do estabelecimento, Renilson se aproximou do veículo em que Johnny estava e atirou na cabeça do modelo, que não resistiu ao ferimento.
O crime

"Quando ele estava saindo com a namorada houve uma confusão. Ai ele foi tomar satisfação. Ele deu um murro nesse rapaz. E começou aquela confusão. Seguranças chegaram e apartaram a briga. Depois o Johnny saiu e foi para o carro com a namorada e quando ela estava dando uma ré para ir embora, Johnny abaixou um pouquinho o vidro e quando ele fez isso apareceu uma pessoa que puxou sua cabeça e efetuou o tiro”, afirmou a delegada Socorro Portela, coordenadora da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e responsável pelo inquérito policial.
Já do lado de fora do estabelecimento, Renilson se aproximou do veículo em que Johnny estava e atirou na cabeça do modelo, que chegou a ser levado para o Hospital Instituto Dr. José Frota, no Centro de Fortaleza, mas não resistiu ao ferimento.
O agente penitenciário foi preso em flagrante no dia 29 de dezembro de 2015. Renilson Garcia Araújo foi detido em casa, no Bairro Antônio Bezerra, e não ofereceu resistência. Por ser agente penitenciário, ele tinha porte de arma, e entregou a pistola calibre 380 à polícia. "Ele confessou o crime. Disse que entrou na festa armado, mas não estava trabalhando, e que só olhou para a namorada do Johnny", contou a delegada.
Em 21 de janeiro, durante audiência de custódia, a juíza Adriana da Cruz Dantas converteu a prisão em preventiva. No dia 23 de fevereiro, o juiz Antônio Carlos Pinheiro Klein Filho, titular da 4ª Vara do Júri, recebeu a denúncia contra o réu.
Em abril, testemunhas e o acusado foram ouvidos na 4ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua, em Fortaleza. Na audiência, presidida pelo juiz auxiliar da Comarca de Fortaleza Edson Feitosa dos Santos Filho, foram ouvidas seis testemunhas de defesa e oito de acusação.
Em junho deste ano, o Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE) recorreu da decisão judicial que libertou o agente penitenciário Renilson Garcia Araújo Lima. O pedido de liberdade foi formulado pelo advogado Delano Cruz, que representa Renilson, ao apresentar suas alegações finais no encerramento da primeira fase da ação penal. Na ocasião, o juiz da 4ª Vara do Júri proferiu sentença pronunciando Renilson Garcia Araújo, para que fosse levado a julgamento pelo Tribunal do Júri, e determinou sua soltura.

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

POLÍCIA CIVIL DE SOBRAL COM O APOIO DA POLÍCIA MILITAR PRENDE ESTUPRADOR!

A prisão aconteceu na madrugada de terça-feira (29), por volta das 5h da manhã.
A vítima, uma jovem de 17 anos, chegou na Delegacia Regional de Polícia Civil de Sobral, relatando que tinha sido abusada pelo seu tio.

A Delegado plantonista, Dr. Pedro Henrique, juntamente com sua equipe de Policiais Civis e com o apoio da Polícia Militar se deslocaram até o local da ocorrência e realizaram a prisão do indivíduo em flagrante delito. O acusado foi identificado como Gleison Pereira Gonçalves, comerciante, 40 anos, natural do Rio de Janeiro.

O crime aconteceu no Centro da cidade;

O estuprador foi conduzido para a Delegacia Regional e autuado em flagrante por infração aos artigos 213 e 345, ficando à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: Sobral 24 horas
Foto ilustrativa

Veja quem morreu no voo da Chapecoense

O voo que levava a Chapecoense para a final da Copa Sul-Americana caiu antes de chegar ao destino, matando 71 pessoas entre jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas. Eram 77 pessoas a bordo, entre passageiros e tripulantes.
Inicialmente foi divulgado que 81 pessoas estavam no voo, mas Luciano Buligon, prefeito da cidade de Chapecó, Gelson Merisio, presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Plínio Filho, filho do presidente do Conselho Deliberativo da Chapecoense e o jornalista Ivan Carlos Agnoletto, da rádio Super Condá, não embarcaram.
De todos, seis pessoas conseguiram sobreviver: o goleiro Follmann, o lateral Alan Ruschel, o zagueiro Neto, o jornalista Rafael Henzel, o técnico da aeronave chamado Erwin Tumiri e a comissária de bordo identificada como Jimena Suarez. O goleiro titular da equipe, Danilo, chegou a ser resgatado com vida, mas faleceu no hospital. 
Confira a lista de quem estava no voo: