quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Polícia apreende novo tipo de droga

CAUCAIA

Entorpecente sintético era vendido em festas na área nobre de Fortaleza e é muito comum nos EUA

Nova droga
A operação da Delegacia de Narcóticos com o apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da SSPDS, resultou na primeira apreensão de MDMA no Ceará. Os agentes encontraram 28 gramas da droga na casa do suspeito
FOTOS: JOSÉ LEOMAR
Image-1-Artigo-1688360-1
Além do MDMA, a ação dos inspetores da Denarc tirou de circulação 10 quilos de maconha, 34 comprimidos de ecstasy, 1.134 pontos de LSD. Dinheiro e um veículo também foram apreendidos pelos policiais na casa no bairro Tabapuá, em Caucaia
Uma nova droga disponível no mercado ilícito do Ceará foi descoberta pela Polícia Civil e apreendida por agentes da Delegacia de Narcóticos (Denarc). O metilenodioximetanfetamina, ou MDMA, também conhecida como 'cristal', 'Molly' e 'Michael Douglas', estava em poder de um traficante capturado no bairro Tabapuá, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Essa foi a primeira vez que as Polícias estaduais apreenderam o entorpecente no Ceará.
As investigações que levaram à apreensão da droga e à prisão de um homem de 28 anos, contaram com apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), e resultou, ainda, na captura de mais de 10 quilos deoutros produtos.
Foram apreendidos 28 gramas de MDMA, além de 10 quilos de maconha, 34 comprimidos de ecstasy, 1.134 pontos de LSD, R$ 2.700 em espécie e um veículo Corsa Classic. O nome do homem não foi revelado para não atrapalhar as investigações.
Segundo o delegado titular da Denarc, Pedro Viana, o traficante admitiu que há cerca de um ano vendia drogas em festas e raves na área nobre da Capital. A origem do entorpecente, entretanto, ainda é investigada. "Essa é uma droga muito forte lá nos Estados Unidos, mas essa que apreendemos, não sabemos ainda a origem. Estamos investigando de onde ela veio", afirmou.
Drogas apreendidas
A prisão foi realizada na tarde da última terça-feira (26), em um apartamento localizado na Rua Rio Negro, em Caucaia. O suspeito preso admitiu ser o responsável pela droga e disse que vendia maconha há um ano e os entorpecentes sintéticos há dois meses. O suspeito não informou onde adquiriu o MDMA.
A Polícia está à procura dos fornecedores das drogas sintéticas. Enquanto isso, o suspeito segue detido na Denarc e deve responder pro tráfico de drogas.
Aos policiais, o traficante disse que vendia um grama do 'cristal' por R$ 50. Em outros estados do País, conforme a Polícia, um grama da droga varia de R$ 100 a R$ 400.
Alucinógeno
O MDMA tem o princípio ativo do ecstasy e é consumido diluído em bebidas ou colocado debaixo da língua dos usuários. O efeito da droga no organismo pode durar até 48 horas, provocando alucinações nos usuários. O uso contínuo da droga causa destruição de neurotransmissores. São apresentados ainda quadros esquizofrênicos, síndrome do pânico, depressão, perda da memória e doenças cardiovasculares. O uso contínuo da droga pode causar diminuição da produtividade e dependência química e psicológica.
O MDMA possui o princípio ativo do ecstasy, semelhante a uma cocaína mais fraca e com efeito mais brando que o LSD. Ele funciona como um estimulante do sistema nervoso central, causando alterações na percepção das cores, da luminosidade e dos sons.
O artigo "An exploration for the history and controversies surrounding MDMA and MDA", escrito por Alana R. Pentney e publicado no site da organização americana Multidisciplinary Association for Psychedelic Studies (Maps), aponta que o primeiro registro de preparação do MDMA data de 1912, na Alemanha. Após ser usada de maneira experimental, com finalidade terapêutica, o entorpecente acabou sendo considerado ilegal na década de 1980.
Em setembro de 2013, o festival Electric Zoo, que receberia nomes como David Guetta e Avicii, em Nova York (EUA), foi cancelado no segundo dia após dois participantes do evento morrerem e outros quatro serem internados por conta de uma suposta overdose de MDMA. (Colaborou, Sara Sousa).
FIQUE POR DENTRO

Alucinógeno com mesmo princípio do ecstasy

Metilenodioximetanfetamina é o princípio ativo do ecstasy, que começou a ser espalhada nas festas americanas na década de 80, quando também foi proibida. Nos últimos anos, reaparece nos EUA como “Molly”, ou “MD”, no Brasil, na forma de cristais ou pó, que são diluídos em bebidas ou colocadas sob a língua do usuário. Causa dependência e provoca a destruição de neurotransmissores, podendo ocasionar acidente vascular cerebral (AVC), crises convulsivas e taquicardia. O uso da droga causa sensações de bem-estar, sensibilidade ao toque - o que a faz ser conhecida também como 'a droga do amor, percepção de cores mais fortes. O entorpecente age no sistema nervoso central, liberando neurotransmissores como serotonina, dopamina e noradrenalina, envolvidos no controle do humor, termorregulação e sono. O efeito dura de duas a oito horas, com pico de menos de uma hora. Após o efeito, usuários relatam sensações de depressão.
Levi de Freitas
Repórter

Canindé recebe visita da 7ª Fusca Romaria de Fortaleza

fusca1

Canindé
Um grupo de devotos especiais visitou neste fim de semana o santuário de São Francisco das Chagas de Canindé. Era a 7ª Fusca Romaria de Fortaleza. Segundo a organizadora do evento, Claudízia Soares, 30 motoristas apaixonados por Fuscas percorreram 126Km, da capital a Canindé em seus automóveis para receberem a benção do protetor dos sertanejos e dos fusquinhas. Foram cerca de duas horas de viagem, mas o sacrifício valeu a pena.
fusca2A partir do próximo ano a Fusca Romaria passará a receber o apoio da Prefeitura de Canindé e da Paróquia de São Francisco das Chagas. Antes, era realizada pelo Clube Fusca Mania. Atualmente o grupo de exemplares automotivos especiais é coordenado pelo Portal Fusca Clube, explicou a presidente do novo clube, Claudízia Soares. Este foi a primeira Fusca Romaria de uma série que o Clube pretende movimentar em todos os santuários do Ceará.
fuscaO Secretário de Turismo de Canindé, João Carlos, recebeu os romeiros e disse que a partir de agora, uma parceria entre a Prefeitura e a Paróquia está firmada para atender bem e receber com eficiência as caravanas que chegam ao Santuário de sua cidade. “Estamos com um plano da festa pronto. Agora é executar de forma consciente sem que ninguém deixe de receber o tratamento que merece ao chegar à cidade da fé”, acrescentou em entrevista ao portal oficial da Prefeitura de Canindé.

Polícia captura assaltante e recupera motocicletas roubadas

  • Milhã

    Milhã - Prisão assaltante motos 25.08.14 (1).jpg 2
    Equipes da Polícia Militar e Civil de Senador Pompeu capturaram nesta segunda-feira, 25, mais um integrante de um bando de assaltantes que vinha roubando motocicletas nesta região do Sertão Central. De acordo com o Centro de Operações Policiais Militares (Copom) do 9º Batalhão Policial Militar, um dos assaltantes, Antonio Michel de Lima, 20 anos, havia sido capturado no dia 22. Ontem foi a vez da polícia capturar o seu comparsa, Adílio Barbosa de Souza, 19 anos.

    Milhã - Prisão assaltante motos 25.08.14 (2)De acordo com policiais que participaram da operação o criminoso chegou a trocar tiros e houve perseguição num matagal, na localidade de Pedra Fina, na zona rural de Milhã. Na ação uma das motocicletas roubadas, uma Honda CG 150Titan ES, ano 2008,vermelha, placa HYT7124, foi localizada em poder de Venefrido Batista da Silva, 55 anos. A outra, uma Honda CG 125 FAN, ano 2008, preta, placa NUY 2693, foi recuperada dentro de uma retífica, no Centro de Milhã.

    Ronda do Quarteirão captura dupla acusada de assaltos em série

    Quixadá - Dupla - Assalto Celulares 26.08.14 (1).jpg 2
    Quixadá
    O Ronda do Quarteirão de Quixadá capturou no fim da tarde desta terça-feira, 26, um adulto e um adolescente acusados de uma série de roubos de telefones celulares nesta cidade do Sertão Central. Em poder da dupla os policiais recuperaram 47 aparelhos e apreenderam uma pistola de brinquedo e a motocicleta Honda preta de placa HYY 4040, utilizada nos assaltos. Os meliantes adulteraram a numeração para HYY 4848, com fita adesiva preta para tentar despistar a Polícia.
    Quixadá - Dupla - Assalto Celulares 26.08.14 (4)O maior foi identificado como Anderson Negreiros dos Santos, 18 anos. O menor, de iniciais J.S.M., tem 16 anos. Ambos foram reconhecidos por três vítimas, duas delas são funcionários de lojas de telefones celulares. A outra vítima estava num salão de beleza quando foi surpreendida pelos criminosos. Eles já estavam sendo procurados por outros quatro assaltos na cidade. Resta as vítimas comparecerem para realizarem o reconhecimento da dupla.
    Acerca do número acentuado de telefones celulares encontrado em poder dos meliantes a Polícia Civil investiga se teriam como destino detentos da cadeia pública desta cidade do Sertão Central. Desde o mês passado se tornou mais constante o arremesso de aparelhos telefônicos por cima do muro. Eles estavam fazendo uma “coleta criminosa” pela cidade. Estavam roubando todo tipo de celular. Quando chegam ao destino os aparelhos, mesmo usados, valem até R$ 1 mil cada um, acrescentou um policial.
    Quixadá - Dupla - Assalto Celulares 26.08.14 (5)Quixadá - Dupla - Assalto Celulares 26.08.14 (6)

    quarta-feira, 27 de agosto de 2014

    Policial Civil é demitido por suposta agressão a Advogada na Delegacia de Canindé.

    Foi publicado no Diário Oficial do Ceará desta terça-feira 26/08/14 a Demissão dos quadros da Policia Civil do Inspetor de Policia JOÃO BATISTA FÉLIX DE CASTRO (Inspetor Castro) que supostamente no dia o qual supostamente, no dia 10/01/2014, agrediu fisicamente a advogada Elizângela dos Santos Silva com uma “cabeçada”, que resultou na fratura de seu nariz, por ocasião do exercício seu mister advocatício junto à Delegacia Regional de Canindé/CE ao pleitear a liberação do veículo de seu cliente.

    Veja Decisão.

    O GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ, no uso das atribuições,
    CONSIDERANDO os fatos constantes no Processo Administrativo
    Disciplinar referente ao SPU nº14036082-4, instaurado através da
    Portaria CGD nº034/2014, publicada no D.O.E nº016, datado de 23 de janeiro de 2014, visando apurar a responsabilidade disciplinar do Inspetor de Polícia Civil JOÃO BATISTA FÉLIX DE CASTRO, o qual,
    supostamente, no dia 10/01/2014, agrediu fisicamente a advogada
    Elizângela dos Santos Silva com uma “cabeçada”, que resultou na fratura de seu nariz, por ocasião do exercício seu mister advocatício junto à Delegacia Regional de Canindé/CE ao pleitear a liberação do veículo de seu cliente, Cleonardo Teixeira Gomes, v. “Dim”. Consta ainda no raio apuratório, possível coação praticada pelo encimado agente policial em face de Cleonardo Teixeira Gomes, no intuito de que este conduzisse seu veículo para audiência naquela regional. E mais, que esse mesmo policial, figura como réu em três ações penais por crime de abuso de autoridade, e em ações por crimes contra honra, sequestro, cárcere privado e concussão;

    CONSIDERANDO que pela agressão acima delineada, e em
    abono à independência das instâncias, o Ministério Público do Estado do Ceará, por intermédio da promotora de justiça, em 06 de maio de 2014, denunciou o acusado nos autos do processo crime sob nº11093-59.2014.8.06.0055/0, em trâmite na Comarca de Canindé/CE, por infração ao art.129, §1º, inc. I - lesão corporal de natureza grave que resulta em incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 (trinta) dias;

    CONSIDERANDO que por ocasião do exercício de seu mister advocatício, Elizângela dos Santos Silva, junto a Delegacia
    Regional de Canindé/CE, quando pleiteava a liberação do veículo de seu cliente, Cleonardo Teixeira Gomes, inclusive com respaldo da autorização da autoridade policial lotada naquela regional, tentou impedi-la, o acusado, que de forma dolosa, lesionou o nariz da advogada, arremetendo sua cabeça de encontro à dela; CONSIDERANDO que o conjunto probatório se apresenta firme e seguro, de modo que a materialidade encontra-se atestada pelo exame de corpo de delito preliminar e complementar, concluindo pela ofensa a integridade física da vítima, a qual resultou incapacidade para as ocupações habituais por mais de trinta dias, bem como, a autoria se encontra comprovada pelo depoimento seguro da vítima e demais depoimentos de testemunhas que presenciaram o fato;

    CONSIDERANDO que, conquanto a unanimidade dos depoimentos das testemunhas da defesa afirmarem que a lesão na vítima ocorreu
    acidentalmente, não se afigura crível que, um simples esbarrão, resulte na fratura dos ossos próprios do nariz, sinuosidade do septo nasal com curva dominante convexa para esquerda, espessamento mucoso bimaxilar inespecífico e moderada hipertrofia de cornetos, e incapacidade para as ocupações habituais por mais de trinta dias;

    CONSIDERANDO que, nada obstante, a ampla divulgação na mídia, o presente procedimento não encontra lastro em informações midiáticas, pelo contrário, sob tablado há um vasto conjunto de provas que indicam a materialidade transgressiva, bem como, à exaustão, indicativos da autoria, por isso mesmo a previsão, na Lei Estadual nº13.441, de 29.01.2004, que dispõe sobre o processo administrativo-disciplinar aplicável para os policiais civis de carreira do estado do ceará e dá outras providências, em seu art.2º e parágrafo único, de que sempre que for verificado indícios de
    autoria e materialidade suficientemente caracterizados a critério da
    autoridade competente, determinar-se-á, a instauração do procedimento, podendo ter por base elementos informativos, investigação preliminar, inquérito policial e inquérito policial-militar;

    CONSIDERANDO que atinente a acusação da prática de coação pelo acusado em face de Cleonardo Teixeira Gomes, a que este levasse seu veículo para audiência na Delegacia Regional de Canindé/CE, não há elementos mínimos indicativos da real prática da referida coação, de modo que encontra fundamento apenas na palavra da vítima;

    CONSIDERANDO que face a acusação de que o acusado figura como réu em três ações penais por crime de abuso de autoridade, e em ações por crimes contra honra, sequestro, cárcere privado e concussão, demonstra-se, com hialina clareza,
    constatação de que o mesmo não procede na vida pública ou particular de modo a dignificar a função policial, por existir em seu desfavor diversos processos criminais, notadamente, a ação penal nº0025428- 27.2009.8.06.001, respeitante a extorsão (art.158, CPB), ação penal nº11093-59.2014.8.06.0055/0, relativo a lesão corporal (art.129, caput, CPB), e Termo Circunstanciado de Ocorrência - TCO nº11447- 21.2013.8.06.0055/0, concernente a injúria (art.140 do CPB);

    CONSIDERANDO que o Processo Administrativo Disciplinar não se
    presta a apurar os crimes propriamente ditos, mas sim, averiguar a
    conduta do servidor público frente aos deveres instituídos pela Polícia Civil do Estado do Ceará, sendo que a este, em razão do exercício de seu cargo, lhe é conferida a execução de determinadas atribuições legais, voltadas para o atendimento das necessidades coletivas, em estrito cumprimento aos princípios da legalidade e da indisponibilidade do interesse público;

    CONSIDERANDO que comprovada a materialidade e autoria delitiva a condenação é medida que se impõe, de modo que fundada na hierarquia e na disciplina e com observância estrita dos princípios da legalidade, da impessoalidade, da moralidade, da publicidade,
    da finalidade, da motivação e do interesse público, têm o policial civil
    dentre suas atribuições básicas, o exercício, com exclusividade, das funções de polícia judiciária estadual e da apuração das infrações penais e de sua autoria, mediante os procedimentos próprios e o resguardo da integridade física, inviolabilidade do direito a vida, a liberdade, a igualdade, a segurança e a propriedade de todos os brasileiros e estrangeiros residentes no País, nos termos do art.4º e incisos da lei nº12.124/93;

    CONSIDERANDO que ao revés do dever inerente a função, notadamente a preservação da ordem e do interesse público, se comprovou demasiadamente, com base na vasta documentação ventilada aos autos, as graves irregularidades na conduta do acusado, sendo a punição capital a medida que se impõe, pois
    além de trazer evidentes prejuízos à imagem da Polícia Civil do Estado do Ceará perante a sociedade, que espera comportamento exemplar de um profissional voltado à segurança pública, também serve de péssimo exemplo aos demais integrantes da instituição;

    CONSIDERANDO que ficou plenamente demonstrado que acusado não observou sua missão de policial, prejudicando a sociedade, a imagem da Polícia Civil e dos colegas de profissão, assim como, fez uso de suas prerrogativas de policial para cometer crimes;

    CONSIDERANDO o relatório da Comissão Processante,
    cujo entendimento pautado nos princípios que regem o devido processo legal, foi sugerir a aplicação de sanção disciplinar demissória;

    RESOLVE
    homologar o Relatório de fls. 335/346, e aplicar ao Inspetor de
    Polícia Civil JOÃO BATISTA FÉLIX DE CASTRO - M.F. Nº105.614-
    1-8, a sanção de DEMISSÃO, com fundamento no art.104, inc. III c/
    c o art.107, da Lei nº12.124/1993, em face das provas acostadas e produzidas durante o presente Processo Administrativo Disciplinar, pela prática da transgressão disciplinar de terceiro grau prevista no Art.103, alínea “c”, inc. IX, todos do referido diploma legal.

    PUBLIQUE-SE.
    REGISTRE-SE E CUMPRA-SE. PALÁCIO DA ABOLIÇÃO, em
    Fortaleza, 25 de agosto de 2014.
    Cid Ferreira Gomes
    GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ
    Frederico Sérgio Lacerda Malta
    CONTROLADOR GERAL ADJUNTO DE DISCIPLINA DOS
    ÓRGÃOS DE SEGURANÇA PÚBLICA E SISTEMA
    PENITENCIÁRIO

    terça-feira, 26 de agosto de 2014

    Jovem é amarrado em poste após furtar moto

    VIOLÊNCIA
    Image-0-Artigo-1687636-1
    Leonardo foi agredido pelos populares ao tentar levar motocicleta que estava estacionada
    FOTO: NAVAL SARMENTO
    Uma tentativa de furto terminou em agressão na noite de ontem, no bairro Joaquim Távora, em Fortaleza. O suspeito foi amarrado a um poste e espancado por populares.
    Segundo testemunhas, um grupo de funcionários de uma loja de auto peças estava conversando na calçada, no cruzamento da rua J. Da Penha com Avenida Antônio Sales, próximo, às motos dos entregadores do estabelecimento.
    O jovem Leonardo Rodrigues da Silva, 19, se aproximou e roubou uma das motos. Ele foi perseguido, perdeu o controle da moto, e foi pego pelos homens. Leonardo foi, então, agredido pelos populares e amarrado a um poste. Uma patrulha da Polícia Militar levou o jovem preso.

    Eunício Oliveira (PMDB) é entrevistado pelo CETV 2ª edição

    Veja entrevista com o candidato do PMDB ao governo do Ceará.
    CETV faz série de entrevistas com os candidatos ao governo.

    Do G1 CE









    O candidato do PMDB ao governo do CearáEunício Oliveira, concedeu, nesta terça-feira (19), a segunda entrevista da série do CETV 2 com candidatos ao governo do Ceará. O candidato CamiloSantana (PT), será entrevistado na quarta-feira (20). Na segunda-feira (18), a candidata do PSB,Eliane Novais, abriu a rodada de entrevistas. A ordem das entrevistas foi definida por sorteio com a presença de assessores dos candidatos.
    Veja acima a íntegra, em vídeo, da entrevista com Eunício Oliveira.  Abaixo, a entrevista transcrita na íntegra.
    Cíntia Lima: boa-noite, candidato
    Eunício Oliveira: boa-noite.
    Cíntia Lima: o senhor é candidato de oposição, mas foi aliado do Governo do Estado nos últimos sete anos. O senhor mudou de lado agora só pra ser candidato?
    Eunício Oliveira: não. Eu nesses sete anos, o meu partido acompanhou o governador Cid Gomes. Nunca meu partido foi convidado para nenhum debate sobre qualquer tema no estado do Ceará, nunca tive a oportunidade de levar os prefeitos do meu partido para fazer um debate. E é legítimo que um partido do tamanho do PMDB deseje ter candidatura própria. Não houve nenhuma ruptura do ponto de vista pessoal, a ruptura que houve foi do ponto de vista de pensamento político.
    Cíntia Lima: o que é que vai mudar no seu governo, caso eleito, do governo atual nos últimos anos?
    Eunício Oliveira: primeiro que nós temos dois focos. O primeiro foco é o foco da gestão. Depois, o foco para as pessoas. Não tem sentido você fazer um governo onde você imagina que apenas placas de bronze bonitas, apenas prédios grandiosos, obras não planejadas possam dar retorno para essa população. Nós temos dois focos que são, do meu entendimento, primordiais: primeiro é gestão e planejamento, depois é cuidar de gente.
    Cíntia Lima: como aliado do Governo do Estado no passado, que proposta o senhor apresentou, por exemplo, para melhorar a segurança pública no Ceará?
    Eunício Oliveira: na segurança pública eu sempre debati que nós precisávamos ter um ordenamento político do ponto de vista das polícias, fazer com que as polícias fossem unificadas. Pelo contrário, aqui no Ceará, em vez de se unificar, fazer uma aproximação das duas polícias, a Polícia Civil e a Polícia Militar, o que aconteceu no Ceará foi que se criou uma terceira polícia dentro da polícia. Isso desorganizou as polícias, as chamadas polícias. Isso tem um fundamento muito ruim porque nós estamos em um momento no Ceará que as pessoas têm medo de sair pras ruas. Nós estamos perdendo um cearense a cada duas horas, tragado pela violência no estado. Nós temos projetos de ampliar,  por exemplo, a questão do Raio e levar o Raio para o interior para dar segurança às pessoas e dar oportunidade para que elas possam livremente transitar nas suas cidades. Nós não temos mais o direito de ver uma cadeira na porta das casas do interior onde as famílias possam trocar ideias e conversar sobre o que entender conversar.
    Cíntia Lima: mas o senhor apresentou alguma proposta nessa época?
    Eunício Oliveira: nós não discutimos nenhuma vez com o governador. Ele nunca nos deu a oportunidade de fazer um debate sobre essa questão da segurança pública. Quando a gente tinha a ideia de que esses equipamentos aéreos que foram comprados no Ceará, no caso os helicópteros, tinham que ser redistribuídos em todo o Estado, nós nunca fomos ouvidos.
    Cíntia Lima: junto com a saúde e segurança pública, a dependência de drogas está entre os principais problemas no Ceará segundo o Ibope. Como é que o senhor pretende tratar dos usuários de droga, vai ter também atendimento aqui?
    Eunício Oliveira: nós temos que fazer duas coisas: primeiro um combate firme aos traficantes. E, segundo ponto, nós temos que tratar das pessoas do ponto de vista da saúde, da ciência, e por outro lado do ponto de vista espiritual. Obviamente temos que fazer convênios com igrejas, com ONGs, com pessoas já cuidam desses dependentes químicos, temos que cuidar dos dependentes químicos e combater o tráfico e fazer, inclusive um convênio entre os governadores dos estados vizinhos para que a gente possa fechar as fronteiras em relação a essa questão da entrada de drogas no Ceará. Além do mais você tem que cuidar dessa questão do crack, que atinge famílias de baixa renda, que são normalmente indefesas.
    Cíntia Lima: candidato, o senhor tem 37 segundos para suas considerações finais.
    Eunício Oliveira: quero em primeiro lugar agradecer ao sistema de comunicação aqui, a Globo, a Verdes Mares, por dar oportunidade de conversar um pouco com os cearenses. E aproveitar essa oportunidade e pedir aos cearenses que vamos juntos nessa caminhada que será a construção de um novo momento político do Ceará e que o Ceará seja realmente um Ceará de todos.
    Cíntia Lima: candidato Eunício Oliveira, muito obrigada pela sua participação aqui no CETV.
    Eunício Oliveira: eu que agradeço.