domingo, 7 de novembro de 2010

Canindé Notícias Locais




Presidente Lula poderá inaugurar IFCE de Canindé

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia no Ceará está fechando programação de inauguração das três últimas unidades construídas nos municípios de Crateús, Canindé e Acaraú. Elas já estão em funcionamento, mas as inaugurações oficiais e festivas vão contar com a presença do presidente Lula. A informação é do reitor Cláudio Ricardo, observando que a data de inauguração vai ser definida pela Presidência da República.

“Com essas três inaugurações, nós fecharemos um ciclo de expansão no governo Lula e esperamos continuar nesse mesmo ritmo, no próximo governo”, afirma. A próxima fase de expansão, segundo ele, será terceira, onde o Ceará, com os estudos que estão sendo feitos, comportaria mais 26 unidades. Lembra que no momento o Estado já tem 22 pontos do Instituto Federal.
Ele informa que o Instituto vai aderir em 2011 ao Enem, através do sistema único de ingresso, com 100% das vagas. “Nós estamos apostando que o Enem vai ser uma grande revolução no ensino médio, de vez que é um exame que privilegia o raciocínio e a visão analítica da educação média, deixando de lado aquela visão de decoreba, que não desenvolve a inteligência do aluno”, reconhece.
Cláudio Ricardo informa que a escola vai oferecer no Ceará mais de 1.300 vagas dos vários cursos, inclusive superiores.

(Fonte: Jornal O Estado)
O projeto "Cinturão Digital" passará por Canindé já na primeira fase

Quase um ano depois do prazo inicialmente previsto, finalmente ficou pronto, em 30 de setembro, o ‘Cinturão digital’ do Ceará. O projeto, que envolve quase metade do território cearense com 3.020 km de fibra ótica começa a ser ativado em novembro e vai levar internet em banda larga ao interior do estado.


De acordo com o presidente da Empresa de Tecnologia da Informação do Ceará (Etice), Fernando Carvalho, responsável pela iniciativa, o trecho formado pela ligação entre os municípios de Fortaleza, Pecém, Canindé, Itapajé, Itapipoca e Sobral será o primeiro a ser iluminado. Os pontos “deverão estar ativados e funcionando no próximo dia 30”, afirmou ao jornal “O Povo”.

Quinze dias depois, será a vez da ligação entre a capital e Juazeiro do Norte. A partir dessa infraestrutura, 25 pontos serão conectados por meio de ramificações de fibras. A terceira parte é a “última milha” wireless [sem fio] em 56 cidades, com tecnologia WiMAX. Antenas serão instaladas em torres da Companhia de Energia Elétrica do Ceará (Coelce), da Petrobras e da Companhia Energética do São Francisco (Chesf). No fim de novembro, todo o anel deve estar iluminado.

Os investimentos no projeto totalizam R$ 65 milhões. Com a economia proporcionada pela digitalização, o governo deve recuperar o investimento em dois anos. Em agosto, a Etice recebeu licença de Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) para operar o “Cinturão digital” do Ceará.

O objetivo do programa é levar internet em banda larga para prefeituras e órgãos públicos do interior do estado, além de melhorar a infraestrutura de acesso da população e fomentar a concorrência no setor. O plano prevê beneficiar 82% da população urbana cearense e 25 cidades.

O programa não prevê a abertura do sinal para a população, mas deve baratear o custo na iniciativa privada. Segundo o governo cearense, em 2009, apenas cinco municípios tinham internet com ao menos 512 Kbps. E o custo, altíssimo. Em Guramiranga, no interior do estado, por exemplo, 1 Mbps pode chegar a custar R$ 1.800. A promessa governamental é oferecer conexão de até 30 Mbps ao mercado por meio de uma empresa pública a ser criada.

(Fonte: Guia das Cidades Digitais)

Prefeituras podem ter problemas para bancar o 13º

Os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) cresceram menos que o esperado, diz a Aprece

As prefeituras cearenses podem ter problemas para equalizar o 13º salário do servidores neste ano. O baixo crescimento do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que, no acumulado até outubro, avançou em apenas 3,4% no Estado não acompanha reajustes salariais, nem a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) nos últimos dois anos, em torno de 10,24%. Segundo a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a estimativa para o fechamento do ano, é de crescimento ainda menor: 2,2% com relação a 2009.

No Brasil, no ano passado, foram repassados aos municípios via FPM R$ 49,47 bilhões e, se o cenário não mudar, 2010 deve fechar com R$ 53 bilhões.

Serviços comprometidos

De acordo com a presidente da Associação dos Prefeitos do Estado do Ceará (Aprece) e prefeita de General Sampaio, Eliene Brasileiro, as prefeituras já estão tendo problemas para garantir serviços básicos à população. Além disso, apesar do 1% a mais do FPM garantido por Lei aos municípios no mês de dezembro, as administrações terão dificuldades para efetuar pagamentos do 13º salário .

"Estamos usando a criatividade para atender a todos os serviços. Dificuldade maior é com a saúde. Estão tendo que complementar as despesas. Alguns municípios que vão precisar pagar 13º salários de professor fora do Fundeb, já reduzindo o que poderia ser feito com o FPM. Mesmo assim com o 1% a mais em dezembro, estão tendo dificuldades para fechar o ano de acordo com a lei. Esse auxílio já foi fruto de luta das associações de prefeitos", explica Eliene.

Desembolso de R$ 355 mi

Segundo o economista e consultor econômico-financeiro da Aprece, José Irineu de Carvalho, os municípios cearenses precisarão desembolsar R$ 355 milhões para efetuar pagamento do 13º salário dos servidores municipais. Além disso, o baixo crescimento do FPM pode causar dificuldades no fechamento de contas do fim do ano. "Um município ou outro pode ter problemas para pagar o 13º dos servidores. Vai ser na base do sacrifício. As despesas estão maiores que as receitas".

Para Irineu, para honrar compromissos, como o salário dos servidores, algumas prefeituras acabam reduzindo investimentos em outras áreas. "As prefeituras estão tendo muitas dificuldades em 2010. A consequência se dá mais na área de redução dos investimentos. Alguns itens de investimento da máquina não ocorrem por falta dos recursos", explica o economista.

No ano passado, que foi marcado por cenário de crise, o governo Federal havia concedido em acréscimo ao FPM um apoio financeiro ao Estado na ordem de R$ 48 milhões até outubro, mas, neste ano, esse valor somou R$ 27,3 milhões. No acumulado de 2010, os municípios cearenses receberam R$ 2,13 bilhões da União.

O valor corresponde a 5,2% do total para o resto do Brasil, que atingiu R$ 41,01 bilhões até outubro. Só em outubro, o Ceará recebeu R$ 203 milhões, valor 7% superior ao mesmo período do ano passado. No Brasil, o repasse relativo ao mês de outubro foi de R$ 3,89 bilhões. Segundo Eliene Brasileiro, para que os municípios não entrem no último mês do ano com dificuldades para fechar 2010, as prefeituras estão se mobilizando para reivindicar pelo menos a reposição da inflação do IPCA, em torno de R$ 1,16 bilhão para todo o Brasil. "Vamos fazer uma assembleia geral em Brasília, onde será tratada essa questão. Há uma pauta para que seja avaliado o comportamento do FPM. Dia 9 próximo, todas as associações estaduais estarão representadas", destaca a presidente da Aprece.

(Fonte: Diário do Nordeste)

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

# VENDE - SE #

Chevrolet Corsa Sedan 1.0 8v - 2002 Serviços feito:  R$ 11.500,00 Contato: 85-999700658/...