sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Reiniciado a pavimentação asfáltica da José Veloso Jucá

A Prefeitura de Canindé, através da Secretaria de Infraestrutura reiniciou ontem à noite (26), o trabalho de 
asfaltamento da Rua José Veloso Jucá. A via foi asfaltada a mais de 15 anos e só agora volta a receber uma nova camada asfáltica.

A secretária de Infraestrutura, Fábia Sales, falou da ação, "A colocação de asfalto é um trabalho rápido e de boa qualidade. Também outras ruas serão asfaltadas nos próximos dias”, adiantou a secretária. 

"Mais um anseio da população canindeense que está sendo atendida pela Prefeitura. A José Veloso Jucá é uma importante via em nossa cidade e estava precisando desta recuperação há alguns anos”, reforçou o prefeito Celso Crisóstomo. 



















Foto/Infraestrutura e João Paulo Silva 
Assessoria de Comunicação da PMC

Guarda municipal usava arma sem autorização durante assalto no Ceará

Guarda municipal foi baleado na perna em assalto em hospital em Fortaleza.
Guarda entrou em luta corporal contra suspeito; arma dele foi apreendida.

Do G1 CE
O guarda municipal baleado em uma tentativa de assalto na tarde desta quinta-feira (27) em Fortaleza usava uma arma de fogo em serviço, sem autorização, conforme mostram as imagens do circuito interno de segurança no Hospital Gonzaguinha da Messejana.
De acordo com a polícia três homens invadiram o hospital para tentar roubar a arma do agente, houve troca de tiros e o inspetor da Guarda Municipal foi baleado na perna.
Uma portaria permite que guardas municipais de cidades com mais de 500 mil habitantes usem armas de fogo, caso seja aprovada pela Câmara Municipal a lei validando a portaria. Em Fortaleza, no entanto, a lei nunca foi votada. A arma de fogo foi apreendida, e o caso será investigado.
Segundo a polícia, por volta das 13h uma agente da Guarda Municipal entra no hospital com um dos suspeitos. Ela havia sido rendida poucos minutos antes, na porta do hospital. Os dois entram em uma sala e minutos depois, o homem sai brigando com outro agente. Ele atira contra o inspetor José Ribamar Gomes de Oliveira, que também estava armado.
Tudo aconteceu na frente de pacientes e funcionários do hospital, que tentam se proteger dos disparos. Baleado na perna, o inspetor Ribamar foi socorrido no próprio hospital. De acordo com testemunhas o homem fugiu com outros dois suspeitos.
De acordo com a polícia, os homens já chegaram no Hospital Gonzaguinha  perguntando pelo inspetor. O objetivo seria roubar a arma do agente que, mesmo não tendo autorização para portar arma de fogo, estava com um revólver quando foi abordado pelos suspeitos.  “Conclui-se [com a investigação] é de que o objetivo da ação criminosa era tomar a arma do inspetor. Foi [uma ação] premeditada, pois ele renderam uma guarda municipal”, afirma o  major Teófilo.
O diretor da Guada Municipal, Antônio Azevedo, tem outra versão sobre a motivação. “Houve uma desavença entre um flanelinha que trabalha aqui em frente com um usuário de drogas e o inspetor foi chamado para intervir. Fez a intervenção e no início da tarde três homens entraram no hospital para atirar no inspetor. O motivo da desavença não foi uma arma, como estão supondo. Uma arma foi arrecada no local, mas não sabemos a quem pertence”, diz.
Insegurança
Este  foi o terceiro  caso de violência registrado dentro de hospitais públicos de Fortaleza, no último mês. Nas semana passada, homens entraram no Hospital Frotinha de Parangaba e atiraram em quatro pessoas. O alvo era uma paciente que havia sido internado com um tiro no pescoço. O coordenador dos Hospitais e Unidades Especializadas da Secretaria de Saúde do Município, Francisco Alencar, diz que é preciso aumentar a segurança nas unidades. “A gente está vendo a possibilidade de ampliar a segurança dos hospitais com a contratação de empresa especializada para garantir o bom funcionamento do hospital e a segurança das pessoas”, diz.
Guarda Municipal foi baleado na perna (Foto: Daniel Queiroz/Arquivo pessoal)Guarda Municipal foi baleado na perna (Foto: Daniel Queiroz/Arquivo pessoal)

Vinícius Romão fala pela 1ª vez com mulher que o acusou injustamente



Jovem que foi preso por engano fala sobre as marcas do episódio e afirma: 'Aprendi a dar valor às pequenas coisas'

Vinícius Romão (Foto: Encontro com Fátima Bernardes/TV Globo)
Vinícius Romão (Foto: Encontro com Fátima Bernardes/TV Globo)
O comerciante e psicólogo Vinícius Romão, que foi preso injustamente, esteve no Encontro na quinta-feira, 27, para falar sobre as marcar que esse infeliz episódio deixaram em sua vida. No palco, o jovem relembrou o momento da prisão: “Eu estava voltando para casa e fui abordado. Não esbocei nenhuma reação porque se eu corresse ou confrontasse talvez não estaria aqui hoje relatando o que aconteceu”.
Após chegar à delegacia, o jovem não conseguiu falar com ninguém: “Eu só consegui falar com meu pai no dia seguinte. Fiquei desesperado, mas sabia que não tinha sido eu e que com certeza eu sairia o mais rápido possível”.
Vinícius, que foi solto na quarta-feira, 26, falou também sobre a primeira noite em casa após passar 16 dias preso. “Eu não consegui dormir, vi os vídeos de tudo o que aconteceu porque eu não sabia de nada. Fiquei sabendo que meus amigos estavam lá na segunda-feira, 24, quando os policiais me contaram que eu estava aparecendo na televisão e que meus amigos estavam se mobilizando”, disse.
Por telefone, Fátima Bernardes conversou com a copeira que acusou por engano o jovem. Aos prantos, ela disse: "Eu estou dando glória a Deus que ele foi solto. Estou comemorando. O local era escuro e naquele momento eu tinha que identificar. Eu fui, fiquei esperando e ele, infelizmente, passou na hora errada. Mas eu estava nervosa, falei que tinha problema de vista e estava sem o óculos. Infelizmente, ele parecia com o suposto ladrão e naquele nervosismo, quando o policial falou: 'É ele?'. Eu disse: 'É parecido'. O policial disse que não poderia haver dúvidas. Eu perguntei pra ele se ele tinha pegado minha bolsa", narrou ela.
Dalva deu ainda seu recado para Vinícius: "Em primeiro lugar, quero pedir perdão. Estou pedindo ao Espírito Santo para tirar toda mágoa, toda tristeza e toda depressão do seu coração. E dizer que Deus é fiel e que estou aqui reconhecendo o meu erro".
Vinícius falou com Dalva e mostrou toda a sua generosidade: "Dona Dalva, não guardo rancor da senhora, que Deus ilumine a sua vida, que a senhora siga o seu caminho que eu quero seguir o meu também".
Romão em Lado a Lado (Foto: TV Globo/Lado a Lado)Romão em Lado a Lado (Foto: TV Globo/Lado a Lado)
Para quem ainda não viu, Vinícius participou de algumas cenas da novela Lado a Lado como figurante. No vídeo ao lado, o vendedor aparece na cena aos 2m48s.

Polícia deflagra ação contra crimes em Sobral

SETE PRESOS
 Varas Criminais da Comarca de Sobral
A operação teve início cumprindo mandados de prisão de todas as Varas Criminais da Comarca de Sobral
WELLINGTON MACÊDO
po
Os bairros onde ocorreram abordagens foram Sumaré, Terrenos Novos e Vila União. Homicidas e traficantes estão entre os capturados pela Polícia
Entre segunda e quarta- feiras, ocorreram cinco homicídios, entre eles, a execução de um empresário
Sobral. Uma operação especial conjunta das Polícias Civil e Militar resultou na prisão de sete acusados de crimes em Sobral. A ação ocorreu em cumprimento a mandados de prisão e de busca e apreensão e foi seguida por uma reunião entre as autoridades de Segurança e o prefeito, para tratar sobre a insegurança no Município. Entre segunda e quarta feira, foram registrados cinco homicídios, entre eles, a execução do empresário do ramo imobiliário Jean Feijó.
Segundo o delegado Regional de Sobral Junior Vieira, o resultado da operação foi avaliado como positivo. A operação conjunta reuniu mais de 30 policiais de Sobral, Granja, Varjota e Camocim na manhã de ontem.
Os principais delitos cometidos pelos acusados procurados durante a operação estão homicídio e tráfico de drogas. Existem ainda busca por foragidos da Justiça. A operação é a primeira das ações a serem desencadeadas pelas autoridades de Segurança e serão permanentes.
Os presos foram encaminhados à Cadeia Pública. "A operação iniciou cumprindo mandados de todas as Varas Criminais da Comarca, e hoje marcou o inicio desse trabalho contínuo que engloba ainda blitz constantes e cumprimento de novas ordens judiciais. Hoje ocorreu apenas dentro do Município (Sobral), mas será levado a outras cidades posteriormente", explica o delegado.
Os bairros onde ocorreram abordagens foram Sumaré, Terrenos Novos e Vila União. O perfil de procedimentos por parte da policia tem destaque para os que envolvem adolescentes com atos infracionais como roubo e tráfico de drogas. "Faço questão de ressaltar ainda de alguns com infrações de homicídio doloso, que tem se destacado dentro da cidade de Sobral".
Empresário
Sobre o homicídio do empresário, o delegado explica que as investigações estão sendo feitas de modo sigiloso e o carro usado pelos acusados para a prática do crime já foi identificado. A execução ocorreu por volta das 15h de quarta feira no bairro Campo dos Velhos e Jean foi atingido duas vezes com uma arma de fogo, sendo que o segundo tiro acertou o empresário na cabeça sendo fatal. "O calibre da arma também foi identificado como sendo uma pistola Ponto 380".
Ele explica que o crime tem características de execução, assim como os quatro que ocorreram nessa semana. Um funcionário acompanhava o empresário.
As testemunhas relataram que a vitima havia saído de seu veículo para visitar uma de suas construções quando foi abordado por quatro homens que estavam em um carro preto. O primeiro tiro acertou o braço e causou uma tentativa de fuga por parte do empresário, que acabou correndo e caiu no chão, quando o segundo tiro foi desferido na cabeça. Ninguém foi preso. O enterro aconteceu na tarde de ontem e reuniu mais de 300 pessoas, entre familiares e amigos de Jean.
O delegado disse que os depoimentos oficiais ainda não foram colhidos. Serão ouvidos família, funcionários e amigos. A investigação será conduzida pelo delegado Municipal.
Campanha
A onda de crimes tem assustado a população. Em três dias foram cinco homicídios. Nas redes sociais, uma campanha teve início, com diversos internautas sobralenses aderindo e trocando suas fotos pelo selo da campanha.
O delegado Júnior Vieira esteve em reunião durante toda a tarde de ontem com os órgãos municipais de Segurança, além do Prefeito Veveu Arruda e o chefe de Gabinete Luciano Filho, para tratar da situação de insegurança do Município. "Para o Carnaval, por exemplo, iremos realizar blitz e rondas em parceria com o Detran e Policia Militar", afirmou o delegado.
Jessyca Rodrigues
Colaboradora

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Suposta agente da Polícia Rodoviária Federal tem fotos intimas vazadas no WhatsApp

Após as fotos de uma suposta tenente pelada e em posições eróticas vazarem pelo WhatsApp, agora foi a vez de uma agente da Polícia Rodoviária Federal ter sua vida íntima exposta na internet. Nestas novas fotos, a suposta agente aparece com a farda da Polícia Rodoviária Federal, em várias posições sensuais e pelada. O WhatsApp vem se tornando a principal ferramenta de propagação de fotos intimas na internet. As fotos da agente da PRF já se espalharam por diversos celulares.

Da Redação do SOUSA JÁ

Polícia de Canindé ta botando é pra lascar na bandidagem

Operação Policial em Canindé prende 08 pessoas, apreende armas e munições.
Uma operação Policial realizada no Bairro da Palestina na manhã desta quinta-feira 27/02/14 chamou a atenção até mesmo dos Policiais que participaram da ação. O trabalho foi fruto de cumprimento de mandado de busca e apreensão oriundo da Comarca de Canindé e foi realizado pelas Policia Civil e Militar na residência do senhor Francisco De Assis da Silva localizada na Rua José Veloso Jucá. No local a Policia encontrou 02 espingardas calibre 12, uma calibre 20, uma calibre 36 e uma carabina calibre 38, além de 02 revolveres calibre 38, munições, coletes balísticos, e detonadores de explosivos. Sete pessoas e o dono da casa foram presos e autuados em flagrante. Os nomes dos outros presos ainda não foram divulgados. Segundo o Delegado Regional de Policia Civil Dr. Amando Albuquerque o grupo já era investigado há alguns meses e é responsável por alguns homicídios que aconteceram no Municipio. O Delegado vai ouvir todos os presos e depois dará mais detalhes sobre a operação. Todos serão autuados pelos crimes de formação de milícia Lei 12.720 de 2012, porte ilegal de arma de fogo LEI No 10.826, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2003, Porte de material explosivo LEI 10.826 /03. ESTATUTO DO DESARMAMENTO . ART. 16, PARÁGRAFO ÚNICO, INCISO III. POSSE DE ARTEFATO EXPLOSIVO OU INCENDIÁRIO. EXISTÊNCIA DO FATO E AUTORIA.

Ator preso por engano é solto no RJ depois de passar 16 dias na cadeia

Vinícius Romão foi preso por ser suspeito de assaltar uma mulher.
Condutas de policial e delegado serão investigadas pela Corregedoria.
Guilherme BritoDo G1 Rio
 O ator e vendedor Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, preso após ser acusado por uma mulher de tê-la assaltado, foi solto nesta quarta-feira (26) depois de passar 16 dias na Cadeia Pública Juíza Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Vinicius deixou a unidade prisional por volta das 13h45 e foi recebido de forma emocionada pelos amigos e parentes que aguardavam na porta.
Amigas de Vinícius Romão o aguardaram na saída da cadeia pública em São Gonçalo (Foto: Guilherme Brito/G1)Amigas de Vinícius Romão o aguardaram na saída
da cadeia pública em São Gonçalo
(Foto: Guilherme Brito/G1)
O ator foi solto somente depois que um oficial de Justiça levou o alvará de soltura à casa de detenção. A chegada do documento atrasou por falta de luz na Central de Mandados de Alcântara, em São Gonçalo. Desde o início da manhã desta quarta, Vinicius aguardava a liberação judicial em uma sala, mas, durante todo o período de reclusão, ele ficou preso em uma cela com mais 15 detentos.
Na saída, o ator não deu entrevista, mas agradeceu o apoio da imprensa enquanto saía de carro. Os amigos dele relataram que só souberam da prisão de Romão no último domingo.
"Nós fomos saber recentemente que ele estava preso, no domingo. Quando voltamos aqui com uma amiga nossa, que é advogada e que conseguiu entrar no presídio, ficamos muito preocupados com a situação dele, já que ela voltou chorando lá de dentro. Foi aí que nos mobilizamos e divulgamos o caso nas redes sociais", contou Vinícius Melich, que é amigo de infância da vítima.
Por volta das 15h, o ator chegou na casa dele, que fica no Méier, Zona Norte do Rio, acompanhado da família. A família de Vinicius contou que ele deve falar com os jornalistas sobre o período em que esteve preso após tomar banho e descansar, além de comentar as medidas que pretende tomar daqui para frente.
Habeas Corpus
Na terça-feira (25), a 33ª Vara Criminal do Rio concedeu habeas corpus a Romão, depois que a copeira Dalva Moreira da Costa, vítima do roubo, afirmou em novo depoimento na 25ª DP (Engenho Novo) que se enganou ao fazer o reconhecimento do ator como o suposto ladrão. Após ouvir o depoimento, o titular da delegacia, delegado Niandro Lima, pediu à Justiça do Rio habeas corpus para o ator.
Mesmo após conseguir a liberdade, Vinícius Romão terá de responder a processo por roubo.
Prisão é investigada
A Corregedoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro vai investigar se houve irregularidades na prisão do ator. As condutas do policial Waldemiro Nunes de Frietas Junior, que trabalha na 11ª DP (Rocinha), e do delegado que estava de plantão no dia, Willian Lourenço Bezerra, serão analisadas.

Dalva chegou à delegacia por volta das 12h30 de terça-feira, sozinha. No depoimento, ela disse que pensou em ir à polícia no dia seguinte para retirar a queixa, mas não tinha dinheiro para a passagem. "Ela admite a hesitação no primeiro reconhecimento dele, o que é natural, porque foi uma ação violenta e ela pode ter se confundido", explicou Niandro. O delegado disse também que não acredita em má-fé. "Ninguém dos dois teria interesse em prejudicar uma pessoa inocente."
Jair Romão de Souza, pai de Vinicius (Foto: Mariucha Machado/ G1)Jair Romão de Souza, pai de Vinicius preso por
engano (Foto: Mariucha Machado/ G1)
Pai aliviado
O pai de Vinícius, Jair Romão falou sobre como reagiu ao saber da notícia da liberdade do filho. "Graças a Deus, ocorreu tudo bem, como eu esperava. Em momento algum eu admitia ele ter sido o culpado de cometer esse roubo", disse, sem saber explicar como vai reagir ao reencontrá-lo. "Ah, emoção a gente só pode dizer no momento o que vai ocorrer."
G1 teve acesso ao registro de ocorrência do caso. No registro, a vítima contou que após o assalto o homem teria pulado o muro da estação de trem para fugir e que dentro da bolsa roubada havia a quantia de R$ 10, um crachá, um celular e documentos. Ela contou que o homem estava de camiseta e bermuda preta, era negro e tinha o cabelo estilo black power.
No registro de ocorrência, o policial militar que fez a prisão afirma que nenhum pertence da vítima foi encontrado com o ator. "No depoimento, o policial disse que o Vinicius tinha passado o material para uma pessoa conhecida como 'Braço', só para justificar a prisão dele, mas não fez nenhuma diligência para procurar essa pessoa", disse Jair Romão.
Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, foi solto nesta quarta-feira (26), após 16 dias detido por engano. (Foto: Guilherme Brito / G1)Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, foi solto nesta quarta-feira (26), após 16 dias detido por engano. (Foto: Guilherme Brito / G1)
Boletim de ocorrência mostra que vítima tinha R$ 10 na bolsa e um crachá (Foto: Mariucha Machado/ G1)Boletim de ocorrência mostra que vítima tinha R$ 10 na bolsa e um crachá (Foto: Mariucha Machado/ G1)

Aplicativo permite encontro e interação entre ciclistas de Fortaleza

Nagarupa ajuda a encontrar parceiros nos deslocamentos de bicicleta.
Aplicativo inédito no Brasil pode ser usado em qualquer lugar do mundo.
Verônica PradoDo G1 CE
Na Garupa (Foto: Divulgação)Aplicativo ''Na Garupa'' ajuda ciclistas a pedalar em grupos (Foto: Divulgação)
Um aplicativo criado no Ceará promete incentivar o uso de bicicletas até por aquelas pessoas que, por não gostar de circular sozinho ou mesmo por questões de segurança, preferem deixar a bike em casa. “O aplicativo ajuda o usuário  a encontrar e a estabelecer  contato com outros ciclistas que pretendem realizar o mesmo percurso ou semelhante, possibilitando que isso seja feito em grupo”, explica o programador Eliano Estevam, um dos criadores do aplicativo Nagarupa.
Para usar o aplicativo, o usuário cria uma conta com login de acesso e, a partir daí, cadastra o percurso que vai realizar com  horário, local de saída e de chegada. A partir desses registros outros ciclistas passam a ter acesso ao seu percurso e podem compartilhar o passeio. O usuário pode definir apenas a rota ou rota e percurso, neste caso, definindo por quais ruas deseja circular. “O interessante  é que é estabelecido um contato entre os usuários e eles podem mudar de percurso, atrasar ou adiantar horários e programar o passeio respeitando a conveniência dos ciclistas” explica Estevam.
Para o designer Lucas Landim, que já usou o aplicativo,  o programa deve ajudar a socializar pessoas que temem passear de bicicleta sozinhas. “Ando de bike só há muito tempo, mas tem muita gente que não sabe como começar a pedalar. Às vezes, fica inseguro de andar sozinho e o aplicativo permite que se montem grupos para andar de bike. O aplicativo acaba tendo uma função social”, afirma. “Já mudei de itinerário várias vezes para fazer companhia e ajudar outros ciclistas, pois é muito mais agradável e seguro pedalar acompanhado”, diz.
A primeira versão do Nagarupa é para PCs e notebooks. Até o fim desta semana, a versão  android para tablets e smartphones será disponibilizada. No mês de março, os usuários de iPhones támbém poderão utilizar o aplicativo para versão IOS. O aplicativo funciona com uso de GPS e pode usado em qualquer lugar do mundo. O criadores afirmam que a versão do Nagarupa em inglês será disponibilizado em abril.

Precariedade de estradas requer maior atenção

TRÂNSITO
Deficiência das vias e grande fluxo de veículos durante o feriado podem causar acidentes e contratempos
Os motoristas que pretendem viajar pelo Ceará neste Carnaval devem ter atenção redobrada na estrada, pois as condições de trafegabilidade em alguns trechos das BRs e CEs que cortam o Estado não são as melhores. Além de pontos em obras, as rodovias também apresentam diversos locais com grande incidência de buracos, problemas de sinalização e presença de animais soltos. Associadas ao grande fluxo de veículos em trânsito no feriado, as deficiências podem causar acidentes e contratempos.
De acordo com o levantamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) sobre a situação das rodovias no País, as rodovias federais que passam pelo Ceará possuem, no momento, pelo menos seis trechos em intervenções, dez com crateras no asfalto e 18 com sinalizações irregulares ou ausência delas. As BRs 020, 222 e 226, que dão acesso às cidades de Canindé, Tianguá e Crateús, respectivamente, são as que se encontram em pior estado.
Na BR-020, do Km 35,2 ao 308,8, placas de advertência e orientações pintadas na pista contêm falhas. A rodovia também tem cinco pontos com incidência de buracos na estrada, totalizando cerca de 163 Km de asfalto danificado. Outros seis locais demonstram presença de animais soltos nas proximidades, exigindo cuidado e atenção.
Malha viária
A sinalização e a qualidade da malha viária são igualmente precárias em quatro trechos da BR-226. Em um deles, situado na região de Crateús, na divisa entre Ceará e Piauí, não há sinalização, horizontal ou vertical. Já na BR-222, dois pontos, próximos às cidades de Croatá e Itapagé e no caminho para Sobral, apresentam problemas.
Além das três rodovias, as BRs 403 e 404 também revelam deficiências. Na primeira, o trecho compreendido entre o entroncamento com a CE-045 e a cidade de Cruz possui sinalização horizontal nova, mas a vertical ainda é defeituosa. Enquanto isso, na segunda, o intervalo entre os acessos aos municípios de Iraporanga e Crateús não possuem nenhum tipo de orientação.
Segundo o inspetor Karlos Derickson, do setor de Policiamento da Polícia Rodoviária Federal, a sinalização correta é fundamental. "Em locais mais críticos, como algumas curvas onde costumam haver acidentes, quando a sinalização não é eficiente, o risco é muito maior. Existem rodovias muito bem sinalizadas que ainda registram muitos acidentes porque as pessoas não têm educação", avalia.
Ele explica, ainda, que, embora não esteja tão relacionada a acidentes, buracos e outros problemas de infraestrutura podem causar dificuldades técnicas nos automóveis, o que, por sua vez, acarreta transtorno e despesa. "Existem acidentes que ocorrem porque alguns motoristas tentam desviar de buracos, mas os principais problema da infraestrutura precária são panes nos veículos", diz Derickson.
Obras
Ainda nas estradas federais, seis pontos estão passando por intervenções de duplicação ou reforma. Três deles, com obras de restauração e alargamento, estão localizados na BR-222, nos trechos entre os Km 64 e 122, 179 e 228, e 311 e 314. Outros dois ficam na BR-404, do Km 55 ao 85, e na BR-304, no acesso à cidade de Aracati, onde a ponte sobre o Rio Jaguaribe é duplicada. Já no entroncamento da BR-222 e da BR-020, está em andamento a implantação de dois viadutos no Anel Viário.
As rodovias estaduais cearenses também se encontram em obras em alguns segmentos. Informações do Departamento Estadual de Rodovias (DER) mostram que, na CE-060, no trecho de Pacatuba a Redenção, 36 Km da estrada sofrem, atualmente, intervenções. Entre as cidades de Caucaia e Paracuru, a CE-085, ou Rodovia Estruturante, passa por duplicação.
Uma extensão de 26 Km na CE-253, no trecho que vai dos município de Pacajus ao de Acarape também está em obras, assim como o intervalo entre o entroncamento da BR-222 e Siupé, que conta com 30 Km sendo reformados.
Sobre os problemas nas pistas e nas sinalizações das BRs, o Dnit informou, por meio da assessoria, que todos trechos citados no levantamento estão cobertos por contratos de sinalização e restauração viária com execução de obras em andamento, as quais visam garantir aos usuários adequadas condições de segurança e trafegabilidade.
Vanessa Madeira
Repórter
arte

Garoto que imobilizou ladrão pode ser responsabilizado se "gravata" for a causa da morte do suspeito

Adolescente poderá responder por ato infracional análogo a lesão corporal seguida de morte

Ana Cláudia Barros, do R7
Segundo delegado, menino fez massagem cardíaca no assaltanteRafa Mendes/FIV LAB
A Polícia Civil instaurou inquérito para apurar o caso do homem que sofreu parada cardiorrespiratória após roubar um celular na zona oeste de Franca, interior paulista. Depois de abordar a vítima, uma mulher com um bebê no colo, o suspeito foi perseguido e imobilizado por um adolescente que passava pelo local. O assaltante passou mal e chegou a ser levado para o hospital, onde morreu.
Em entrevista ao R7, o delegado responsável pelo inquérito, João Walter Tostes, do 2º Distrito Policial de Franca, explicou que aguarda o laudo do IML (Instituto Médico Legal) para dar continuidade às investigações. Se o documento comprovar que a morte do suspeito tem relação com a “gravata” dada pelo garoto, ele poderá responder por ato infracional análogo ao crime de lesão corporal seguida de morte.
O delegado já ouviu os envolvidos, incluindo o adolescente e a jovem assaltada.
— Ele falou que realmente imobilizou [o suspeito] até a chegada da Polícia Militar.
Conforme o titular do 2º DP de Franca, o menino relatou que, ao perceber que o ladrão passava mal, fez massagem cardíaca no suspeito.
A expectativa é de que o laudo saia em 30 dias. O homem que assaltou a jovem já tinha passagem pela polícia, segundo Tostes.

Inácio condenado por juiz eleitoral

CAMPANHA ANTECIPADA
Inacio_Arruda
Inácio Arruda é acusado de campanha antecipada por fazer a prestação de contas do mandato
FOTO: HELOSA ARAÚJO
O juiz eleitoral Carlos Henrique Garcia de Oliveira condenou, ontem, o senador Inácio Arruda por propaganda eleitoral antecipada, cuja sentença impõe pagamento de multa de R$ 8 mil tanto ao senador como ao PCdoB, partido ao qual é filiado. A representação foi feita pelo Ministério Público Eleitoral em referência a um evento de prestação de contas do parlamentar feita em janeiro no Mercado dos Pinhões.
A decisão do juiz também proíbe a distribuição de revista que foi lançada, no mês passado, no referido evento. "A distribuição das revistas que abordavam a atividade parlamentar aliada ao teor dos discursos proferidos pelos correligionários do senador Inácio Arruda em palanque anuncia antecipadamente sua candidatura à reeleição, possuindo o condão de induzir o eleitorado a considerá-lo como o candidato mais apto a ocupar o cargo de senador", considera a argumentação do magistrado.
Para a autora da ação, procuradora Nilce Cunha, causa estranhamento a prestação de contas quase um ano antes de se encerrar o mandato. "Parece razoável o entendimento de que prestação de contas deve ser feita na ocasião em que se finda o mandato, até por que, nesse período restante, para o bem ou para o mal, muitas ações ainda podem vir a ser praticadas", expõe.
O senador Inácio Arruda enviou nota à imprensa avisando que vai recorrer da sentença do juiz ao Pleno do TRE. De acordo com o senador, os parlamentares do PCdoB costumam prestar contas dos mandatos "independentemente do calendário eleitoral". Ele diz acreditar que impedimentos à essa transparência "criminalizam a atividade política e a divulgação da ação parlamentar em benefício da sociedade".

Juiz eleitoral mantém decisão contra Luizianne

CONDENAÇÃO
Luizianne
Luizianne Lins, nesse mesmo processo, pode chegar até ao T SE. A inelegibilidade só vale a partir da confirmação por um Tribunal
FOTO: JOSÉ LEOMAR
Image-0-Artigo-1554860-1
Ronivaldo Maia leu ontem, na Câmara, sentença que julga improcedente ação contra Luizianne Lins sobre uso pessoal da Guarda Municipal
FOTO: ÉRIKA FONSECA
Inelegível por oito anos, ela ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral para revisar a decisão de 1º grau
O juiz Josias Menescal Lima de Oliveira, da 114ª Zona Eleitoral, em Fortaleza, rejeitou inteiramente, na última segunda-feira, os embargos de declaração encaminhados pela ex-prefeita Luizianne Lins (PT) à decisão que a torna inelegível por oito anos por suposto abuso de poder político. O recurso foi impetrado pela defesa da petista com o intuito de esclarecer uma possível obscuridade ou omissão na sentença do juiz. Agora, ela deverá recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE).
A defesa da ex-prefeita poderia ter recorrido diretamente ao TRE, mas optou por pedir uma explicação ao próprio juiz que proferiu a decisão, através dos embargos de declaração. "Busca a promovida, condenada que foi, rever o julgado, querendo que este juiz a absolva", considera o juiz Josias Menescal ao rejeitar o recurso.
A condenação de Luizianne, assinada no dia 10 de fevereiro deste ano pelo juiz Josias Menescal, foi motivada por Ação de Investigação Judicial Eleitoral que aponta que trabalhadores terceirizados da Prefeitura de Fortaleza teriam sido demitidos, durante a campanha eleitoral de 2012, por não apoiarem a candidatura de Elmano de Freitas, endossada pela ex-prefeita. O proponente da ação foi o Ministério Público Eleitoral.
No julgamento dos embargos, publicada na edição de ontem do Diário Eletrônico do Tribunal Regional Eleitoral, o magistrado também argumenta que não há qualquer incorreção na sentença e alega que foi escrita de maneira clara. "É mais que hora de enfrentar os fatos. O governante tem, sim, o conhecimento e a responsabilidade do que ocorre em sua gestão. Afinal, é dele a responsabilidade pelo que ocorre", prossegue a decisão, rechaçando a tese de que a ex-prefeita poderia não saber o que ocorria sobre a demissão dos terceirizados.
Absurdo
Ainda ao indeferir os embargos, o juiz Josias Menescal afirma que o fato é inquestionável, mesmo sem a participação direta de Luizianne Lins na demissão de cada um dos terceirizados. "Não se demitem ou coagem terceirizados sem a anuência da Chefe do Executivo, sendo de todo desnecessário - e até absurdo esperar - que a mesma exercitasse tal coação pessoalmente, de forma direta e a cada um dos terceirizados demitidos individualmente", diz o magistrado.
A sentença cita a "guerra" travada, durante a campanha eleitoral de 2012, entre Luizianne e Cid Gomes - que tentava emplacar a candidatura do atual prefeito Roberto Cláudio - como um dos impulsionadores das ilicitudes. "Neste clima de vale tudo a legalidade foi para escanteio", aponta.
O juiz Josias Menescal Lima de Oliveira encerra a argumentação fazendo uma comparação do caso com a Ação Penal 470, conhecida como Mensalão, cujo julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) teria sido amplamente subsidiado pela Teoria do Domínio de Fato. Nesse caso, o réu pode não ser o autor direto das infrações penais, mas concede autorização para que subordinados concretizem as irregularidades.
Desvirtua
"Como óbvia consequência, por reconhecer que o único e real objetivo destes é o de tentar rever o julgado, o que ultrapassa em muito e até desvirtua a função dos embargos de declaração, é que os rejeito à inteireza, mantendo, assim, intacta a sentença por estes vergastada", pontua o juiz Josias Menescal.
À época da condenação, a ex-prefeita Luizianne Lins afirmou que a sentença tem cunho político, pois coincide com o período em que seu nome era cotado, por um grupo do PT, para concorrer ao Governo do Estado. Na ação, a ex-prefeita reponde por ilicitudes praticados pela administração de Fortaleza como a coação para que os terceirizados participassem de atos de campanha, incluindo panfletagem e bandeiraços, além de demissões daqueles que não se dispusessem participar dos eventos e também votar no candidato.
Testemunharam a favor de Luizianne Lins o vereador Guilherme Sampaio, o deputado estadual Antônio Carlos, o deputado federal Eudes Xavier e o senador José Pimentel. Todos disseram não ter conhecimento dos fatos. Entretanto, testemunhas da acusação confirmaram a denúncia quanto ao uso dos terceirizados na campanha de Elmano de Freitas.
Na decisão que condenou a ex-gestora, o juiz também determina a abertura de inquérito na Polícia Federal para investigar a existência de "grades" de empregos dos vereadores no Executivo. O legislador que perdeu mais quadros teria sido o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Walter Cavalcante (PMDB), que apoiou o prefeito Roberto Cláudio, citado por uma das testemunhas do processo.
Petista absolvida em outra ação
O vereador Ronivaldo Maia (PT) apresentou, ontem, na Câmara Municipal de Fortaleza, a decisão da juíza Joriza Magalhães Pinheiro, da 9ª Vara da Fazenda Pública, que julgou improcedente a ação de improbidade administrativa contra a ex-prefeita Luizianne Lins, sobre uma suposta ilegalidade na colocação de guardas municipais na casa da mãe dela, Luiza Maria de Oliveira Lins.
Em 2011, o Ministério Público formalizou uma ação contra a ex-prefeita, a mãe dela e o então diretor da Guarda Municipal, Arimá Rocha, acusando-os de improbidade administrativa. A magistrada decidiu, no entanto, que a Guarda Municipal possui, dentre suas funções, conferir proteção ao chefe do Executivo Municipal até mesmo fora da área de trabalho.
"Os estudos técnicos realizados pelo serviço de segurança da então prefeita Luizianne de Oliveira Lins atestaram a necessidade de proteção dos locais que a referida chefe do Executivo municipal frequenta com habitualidade", destacou a juíza ao constatar que a residência da mãe da ex-prefeita de Fortaleza era um dos locais regularmente frequentados por Luizianne Lins, pois ali sem estava o seu filho.
Ronivaldo Maia disse não estar surpreso com a decisão judicial ao alegar que a ação de improbidade administrativa teria sido motivada pelos interesses da oposição em desgastar a imagem da ex-prefeita, devido ao processo de sucessão municipal.
Jocosa
"Todo esse questionamento foi gerado muito mais para queimar a imagem política da prefeita, que estava às vésperas de uma sucessão. Talvez tenham cumprido esse objetivo, mas ainda bem que o Judiciário se posicionou com a devida justiça que deve ser feita quando alguém é imputado por uma denúncia sem fundamento", apontou o petista.
O vereador também reclamou da forma jocosa e pejorativa de como a oposição repercutiu o caso ao declarar que a ex-prefeita estaria se aproveitando da Guarda Municipal para fazer a segurança da mãe dela. "Tentaram vender essa história de forma irresponsável, mas a decisão não nos surpreendeu, porque esperávamos que houvesse justiça nesse entendimento", defendeu o vereador.
A juíza concluiu ainda "inexistir quaisquer elementos concretos e convincentes aptos a demonstrar a ocorrência de infração dolosa cometida pelos requeridos a ensejar a aplicação da Lei de improbidade administrativa". O caso mostrou, segundo o vereador Ronivaldo Maia, que o prefeito Roberto Cláudio também pode utilizar a Guarda Municipal de Fortaleza sem correr o risco de estar praticando alguma irregularidade.
O parlamentar aproveitou o caso para pedir que o Tribunal Regional Eleitoral adote uma postura imparcial em relação a decisão da juiz Josias Menescal Lima de Oliveira, da 114ª Zona Eleitoral, que condenou Luizianne Lins por abuso de poder político, tornando-a inelegível por oito anos. O juiz, quando o vereador falava, já havia confirmado sua decisão condenatória, conforme a notícia desta página.
Na avaliação do vereador, o processo também é dotado de uma motivação política, já que ela aparece como um dos nomes cotados para encabeçar uma candidatura própria do PT.

Postagem em destaque

Mulher morta em Canindé CE.

Mulher foi morta no Bairro da Santa Luzia a vítima identificada como Gardenia Gomes da Silva de 39 anos veio a óbito. O corpo foi removido ...