sábado, 19 de dezembro de 2015

Polícia frustra tentativa de sequestro e captura quadrilha

Grupo extorquiu gerente de agência bancária ameaçando parentes e exigindo quantia em dinheiro
Valdimiro Nunes Cavalcante, o 'Miro', 32, é apontado pela Polícia como o chefe da quadrilha Antônio Thiago Fernandes Amâncio, de 27 anos, foi localizado pela PM no Eusébio com um Fiesta roubado Daniel Leonardo Fernandes Gomes, 36, estava com Valdimiro em um veículo quando acabou preso
A Polícia acredita ter desmontado uma quadrilha especializada em ações criminosas visando instituições financeiras com atuação no Ceará e ramificações em outros Estados. Quatro homens foram presos, três veículos e uma pistola foram apreendidos no momento em que, conforme os investigadores, exigiam dinheiro do gerente de uma agência bancária que tinha familiares ameaçados de morte.
O grupo foi localizado no Eusébio, Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Um dos homens foi preso pela Polícia Militar e os outros três por policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF). Conforme as investigações, o alvo da quadrilha era o gerente do banco Bradesco daquele município.
Conforme o delegado titular da DRF, Raphael Vilarinho, o grupo iniciou as tentativas de abordagem a familiares do bancário na última terça-feira (15). Segundo o delegado adjunto da Especializada, Eduardo Tomé, a quadrilha iria simular um acidente de trânsito para conseguir sequestrar a mulher do gerente. "A maneira de atuação deles, dita no interrogatório, é que iam simular uma colisão no veículo da mulher do gerente. Quando ela parasse o carro, iriam abordá-la e sequestrá-la. Tentaram de novo na quinta-feira (17) de manhã, e não conseguiram", disse.
Na última quinta-feira, após as abordagens terem falhado, os suspeitos teriam feito ligações para o gerente, ameaçando matar familiares dele, caso uma quantia em dinheiro não informada pela Polícia não fosse por ele sacada e entregue.
Image-2-Artigo-1988601-1
Já na tarde de quinta-feira, o gerente deixou a agência bancária e entrou no carro dele com o dinheiro exigido pelos bandidos. Os suspeitos, em um Honda Civic de cor prata, seguiram o veículo do gerente, que se encaminhava ao local indicado pelos criminosos. No entanto, uma viatura descaracterizada da DRF também acompanhava os dois carros. Ainda nas proximidades da agência bancária, foi realizada a abordagem que resultou na prisão de dois homens.
Valdimiro Nunes Cavalcante, o 'Miro', 32; e Daniel Leonardo Fernandes Gomes, 36, estavam no Honda Civic. O primeiro é investigado em vários Estados por suposta participação em vários crimes. "O chefe da associação criminosa é o Valdimiro, natural de Cuiabá, no Mato Grosso, e que já é alvo de investigação da DRF há algum tempo. As investigações dão conta que ele é especialista em furto qualificado mediante arrombamento de caixa eletrônico usando maçarico e serra. De 2014 a 2015, confirmamos a participação dele em pelo menos oito ações de tentativa de furto a caixa eletrônico no Ceará. Ele admitiu cinco delas", disse Tomé.
Valdimiro, que já responde por associação criminosa e furto, é investigado por ações nos Estados do Pará, Mato Grosso e Rio Grande do Norte. Ao ser abordado pela Polícia, apresentou documento de identidade falso. Contra ele constavam dois mandados de prisão em aberto.
Mais prisões
O terceiro homem preso, identificado como Antônio Thiago Fernandes Amâncio, de 27 anos, foi localizado pela Polícia Militar de Eusébio. Ele estava em um Ford Fiesta roubado quando foi abordado e confirmou participação na quadrilha.
O quarto homem foi encontrado em uma casa no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza. Conforme Raphael Vilarinho, a participação dele na ação contra o gerente bancário não está confirmada. Por este motivo, não foi divulgado nome nem imagem do suspeito. Na residência foi encontrada uma pistola 765 municiada. Segundo as investigações, a arma era usada pela quadrilha em ações criminosas.
O grupo foi autuado por extorsão e associação criminosa armada. Valdimiro, que estava de posse de documento falso pois possuía mandado de prisão em aberto, foi também autuado pelo uso de documento falso.
Na casa de Valdemiro os policiais encontraram aparelhos eletrônicos que foram apreendidos e serão analisados pelos investigadores. "Havia um notebook que será periciado. Acreditamos que Valdimiro estava praticando também estelionato", enfatizou Vilarinho.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Superior Tribunal de Justiça anula júri por uso de algema em réu durante julgamento

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria, anulou uma sessão do tribunal do júri porque o réu, acusado de homicídio...