sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Policial militar é morto a tiros ao reagir a assalto em Fortaleza

Soldado do Raio conseguiu atingir um suspeito, que também morreu.
Segundo suspeito fugiu. Ninguém foi preso.

Do G1 CE
Policial militar é morto a tiros ao reagir a assalto em Fortaleza (Foto: Wânyffer Monteiro/TV Verdes Mares)Carro da Perícia Forense no local para retirada do corpo do soldado Félix (Foto: Wânyffer Monteiro/TV Verdes Mares)
Um policial militar do Ronda de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) foi assassinado a tiros na manhã desta sexta-feira (12), no Bairro Pici, em Fortaleza. De acordo com o comandante do Comando de Policiamento da Capital (CPC), coronel Francisco Souto, o policial Augusto Herbert Félix trafegava pela Rua Santo Amaro e aguardava no semáforo fechado. Duas pessoas, também em uma moto, o abordaram e anunciaram o assalto.

Policial militar é morto a tiros ao reagir a assalto em Fortaleza (Foto: Wânyffer Monteiro/TV Verdes Mares)O comandante do CPC disse que o soldado do Raio reagiu e atingiu um assaltante no pescoço. O homem, que não teve a identidade repassada pela polícia, morreu no local. Um segundo suspeito, que também estava armado, disparou contra o PM, que foi atingido na cabeça e morreu no local. O segundo suspeito fugiu.

O soldado não estava trabalhando, de acordo com o coronel Souto. "Ele ia entrar no serviço pela tarde. Recebemos determinação expressa do nosso secretário pra que todos enviássemos todos os nossos esforços. Toda a Polícia, Militar e Civil, está mobilizada no entorno. Já temos algumas características do segundo que praticou o crime - baixo, moreno", acrescentou o comandante do CPC.
A moto vermelha utilizada pelos dois suspeitos, conforme a polícia, foi roubada no último sábado (6) no Bairro Bonsucesso.

Equipes da Polícia Militar, Comando Tático Motorizado (Cotam) e Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) realizam buscas na região com objetivo de prender o outro suspeito. Representantes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também estão no local do assassinato
.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Operação na cadeia Pública de CANINDÉ.

141 celulares  60 carregadores  47 chips 38 baterias extras 4 pendrive 2 cartões de memória  1 balança de precisão  44 papel...