sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Suspeito de arquitetar morte de PM é preso

Um suspeito de ter participado da trama que terminou com a morte do subtenente Carlos Herbênio Almeida Bezerra, ocorrida na manhã de ontem, na cidade de Jaguaretama (a 240Km de Fortaleza), foi preso durante a tarde, no bairro Jardim Jatobá, na Capital. Ele foi conduzido à Delegacia de Roubos Furtos (DRF), onde prestou depoimento e foi autuado por porte de ilegal de munição, já o que material foi encontrado no local em que ocorreu a prisão.
De acordo com o coronel Lauro Carlos de Araújo Prado, secretário adjunto da Segurança Púbica e Defesa Social (SSPDS), outras pessoas que podem ter envolvimento com o caso foram ouvidas, no Interior do Estado e a Polícia avalia se elas serão ou não encaminhadas à DRF. O oficial revelou que a principal linha de investigação da Polícia é que o crime tenha sido motivado por vingança. Segundo ele, o principal suspeito seria irmão de um assaltante morto em uma troca de tiros com militares, no ano de 2007, quando Herbênio Bezerra já era responsável pelo Destacamento da PM de Jaguaretama.
"O subtenente trabalhava na cidade e provavelmente estava na ocorrência que acabou com a troca de tiros e a morte do assaltante. Acreditamos que eles tenham agora montado todo este plano para se vingar", declarou.
Herbênio Bezerra estava fazendo caminhada, no início da manhã, quando foi abordado por dois homens, que ocupavam uma motocicleta. Eles abordaram o PM e efetuaram vários tiros nele. Os dois fugiram, mas segundo o coronel já foram identificados. "Já sabemos quem são as pessoas que atiraram, mas não podemos revelar nomes ainda. Nossas diligências estão sendo ininterruptas para capturá-los", disse o oficial.
Segundo Lauro Prado, patrulhas da Companhia Integrada de Operações Aéreas, do Comando Tático Rural (Cotar), do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), dos destacamentos das cidades do Vale do Jaguaribe e da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) estão participando da operação, em busca dos responsáveis pela execução do PM.
f
O delegado Diego Barreto, da DRF, disse que a força-tarefa foi montada depois de uma determinação do titular da Pasta da SPDDS. O delegado disse que não podia revelar nada sobre as apurações do crime, mas reforçou a fala do coronel Prado dizendo que as buscas aos suspeitos estão acontecendo na região em que o fato se deu e na Capital.
O homem preso já tem uma extensa ficha criminal. Ricardo Diógenes responde pelos crimes de homicídio, sequestro, roubo e associação criminosa.
'Gordo'
Conforme Lauro Prado, as investigações apontam para que o assassinato tenha acontecido em retaliação à morte de Lucivando Saraiva Diógenes, o 'Gordo', há oito anos. O criminoso era irmão de Ricardo Diógenes. "O subtenente era conhecido por sua operacionalidade. Uma pessoa comprometida com o trabalho policial. Realizou diversas prisões importantes. Na época deste tiroteio estava à frente do Destacamento de Jaguaretama", explicou o secretário adjunto.
Conforme a Polícia, 'Gordo' era acusado de diversos homicídios. Ele foi ferido em um tiroteio na Fazenda Desterro, no Distrito de Caiçara, em Jaguaretama. No momento da troca de tiros portava um fuzil, uma pistola Glock, um colete balístico e mais de 100 munições.
Prado disse que existe a possibilidade que a quadrilha que arquitetou a morte do subtenente Bezerra seja a mesma que matou o soldado Hudson, quando ele atendia a uma ocorrência de assalto, na Zona Rural de Jaguaruana, em janeiro deste ano.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Sindicato Rural realiza eleição para Nova Diretoria no domingo (20)

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Canindé realizará no próximo domingo (20) eleição para a escolha da nova diretoria.  Duas chapas...