quarta-feira, 2 de março de 2016

PREFEITO DE CANINDÉ PROPÕE 7,2% DE REAJUSTE E PROFESSORES FAZEM NOVA PARALISAÇÃO NESTA QUARTA-FEIRA.

Foto de Marcio Sousa.Ainda não foi dessa vez que o prefeito de Canindé, Celso Crisóstomo (PT), conseguiu fechar acordo com os professores da rede pública municipal em torno do reajuste salarial da categoria.
Após ter abandonado a Mesa de Negociação, o prefeito petista resolveu voltar atrás e recebeu nesta 3a. feira (1o. de março), em seu Gabinete, representantes dos dois sindicatos do Município, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindsec Canindé), e Sindicato dos Professores (SINPROSEC).
Na reunião, Celso Crisóstomo alterou a proposta de 6,86% para 7,2% de reajuste.
Mas, a nova proposta não foi aceita pelos representantes sindicais.
"Pelos nossos cálculos, a Prefeitura de Canindé tem todas as condições de conceder o aumento de 11,36% aos profissionais do Magistério.
Mostramos isso ao prefeito durante toda a reunião.
Mas, infelizmente, ele não quer aceitar", disse Zezinho Caruca, presidente do Sindicato dos Professores (SINPROSEC).
Os professores estão sendo chamados para uma nova Assembléia na manhã nesta 4a. feira (2 de março), no auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISEC), para debater o assunto.
À tarde, os professores deverão novamente comparecer à Câmara de Vereadores, para acompanhar a votação do projeto de autoria do prefeito Celso Crisóstomo, concedendo agora, 7,2% de reajuste.
RELEMBRANDO...
Esta será a terceira vez que a Câmara Municipal tentará votar o reajuste dos professores.
A primeira tentativa ocorreu na última 6a. feira (26 de fevereiro), durante Sessão Ordinária.
Na ocasião, Crisóstomo esteve pessoalmente na Câmara defendendo a aprovação da matéria.
Mas, não conseguiu. O projeto sequer foi colocado em votação.
A segunda tentativa foi na última 2a. feira (29 de fevereiro), durante Sessão Extraordinária.
Mas, a votação novamente não aconteceu devido a um 'pedido de vistas' apresentado pela vereadora Karlinda Coelho (PSDC), que integra o bloco de Oposição.
Nessas duas ocasiões, o projeto do Executivo Municipal, propunha um reajuste de 6,86%, índice rejeitado pelos professores.
A Sessão Extraordinária da Câmara de Vereadores para votar o reajuste dos professores, está marcada para começar às 17 horas desta 4a. feira (2 de março).

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Homem é executado com vários tiros no bairro Campo Velho, em Quixadá

O clima de aparente calmaria e tranquilidade de Quixadá, foi quebrado na noite deste sábado (14) quando um homicídio a bala foi registrado...