terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Execução pode ter sido ordenada de presídio

O assassinato do agente penitenciário Reginaldo Soares da Silva, 35, no dia 25 de novembro deste ano, pode ter sido encomendado de dentro de um presídio cearense, revelou uma fonte da Polícia Civil à reportagem. A prisão de três homens na última sexta-feira (9), suspeitos de participarem do crime, foi divulgada pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em coletiva de imprensa realizada ontem. Um adolescente de 15 anos já havia sido apreendido e confessado autoria da execução.
A investigação da Polícia Civil aponta que a quadrilha planejou o assassinato durante dias, motivada pela suspeita de que o agente penitenciário estivesse denunciando traficantes de drogas da região do Bom Jardim, que estavam encontrando maior dificuldade nos últimos meses de manter o comércio ilegal.
Através de depoimentos e provas técnicas, os investigadores chegaram a Diego da Silva Ferraz, o 'Maguim', 19; Anderson Welson Conceição Siridó, o 'Pirambu', também 19; e João Gabriel Mendes Paiva, o 'Marreta', 21, e efetuou as detenções a partir de mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça, que têm validade de 30 dias e que podem ser prorrogados por mais 30. Os três homens moravam próximo à vítima.
Crime planejado
Segundo a Polícia, o grupo se alojou na residência do adolescente dias antes do crime para estudar os hábitos de Reginaldo Silva e planejar o crime. Os criminosos perceberam que, em todas sextas-feiras à noite, o agente penitenciário ia à igreja e voltava para o condomínio onde morava e decidiram atacar no dia 25 do mês passado.
Segundo a DHPP, na ação, uma parte do bando tinha a função de informar que Reginaldo estava chegando ao condomínio. Quando ele adentrou ao residencial, em uma motocicleta, acompanhado da esposa, os outros criminosos foram informados, perseguiram o homem e o executaram com 29 tiros. Depois, os bandidos subtraíram a pistola do agente penitenciário e descarregaram contra ele, fugindo e voltando para a residência do adolescente.
Image-1-Artigo-2173657-1
Diego da Silva Ferraz, o 'Maguim', 19, era o único entre os presos que não tinha antecedentes criminais
Apesar da prisão do quarteto, a Polícia acredita que mais pessoas estejam envolvidas com o crime e continuará realizando diligências. "Há uma investigação para tentar identificar o envolvimento de outras pessoas, inclusive se há uma pessoa exterior à circunstância e que tenha dado alguma determinação, já que a área é dominada por uma organização criminosa que está sendo investigada pela Divisão de Homicídios", afirmou o delegado George Monteiro.
A ordem pode ter vindo do Sistema Penitenciário e a outra pessoa envolvida já se encontra presa. A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) afirmou que as informações levantadas até agora não permitem confirmar essa suspeita da Polícia. A Sejus disse ainda que o titular da Pasta, Hélio Leitão, está em contato permanente com a Polícia Civil, acompanhando as investigações. (Colaborou Theyse Viana)

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Raio de Canindé bota pra lascar.

Foi preso na noite de terça feira no bairro do “S”,  individuo portando um revolver cal. 38 o nome dele não foi divulgado, o que se sabe p...