sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Subtenente da PM é baleado ao tentar reagir a sequestro

Um dos suspeitos também foi ferido, mas ele e o comparsa conseguiram fugir
Policial foi encaminhado ao IJF, mas não corre risco de morte (Foto: arquivo)
Um subtenente da Polícia Militar do Ceará, identificado como Claudemir, foi baleado por criminosos na noite desta quinta-feira (15), em Pacatuba, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com informações, o agente reagiu a uma tentativa de sequestro contra um parente, na Rua Urbano Pinheiro, no Centro do município.
Segundo relatos, dois homens, ambos armados de pistolas, abordaram um empresário do ramo da construção civil, no momento em que ele deixava seu estabelecimento comercial.
Os suspeitos entraram no carro do empresário, modelo Ranger, e o levaram até sua residência. Os criminosos entraram com o veículo na garagem, já perguntando sobre onde estaria o cofre com o dinheiro.
A ação foi flagrada por um dos funcionários do empresário e acionou seu irmão, que foi até a frente da residência, colocando um veículo em frente ao portão, obstruindo a saída dos criminosos. O subtenente, que é parente da vítima e mora em frente ao imóvel em questão, foi chamado. O policial entrou no imóvel pelos fundos e seguiu até a garagem, onde a dupla se preparava para sair.
Houve troca de tiros e um dos assaltantes foi baleado na perna. O subtenente, por sua vez, foi atingido em uma das pernas e de raspão no rosto. O policial foi socorrido e levado até o hospital de Pacatuba e, em seguida, transferido ao Instituto Doutor José Frota (IJF), no Centro de Fortaleza.
De acordo com informações, o policial passou por procedimentos de sutura e não corre risco de morte. Os suspeitos conseguiram deixar o local após o tiroteio. Eles utilizaram um veículo, modelo Punto, que dava apoio à ação do lado de fora da casa.
A Polícia iniciou as buscas, a fim de capturar os responsáveis pelo crime. Até o momento, ninguém foi preso.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Homicídio em Canindé

O fato aconteceu na praça Tomas Barbosa. Os suspeitos já foram presos por populares.  João Paulo Ferreira Justino Torres é o nome do ...