terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Polícia desativa dois laboratórios de drogas em Fortaleza e apreende até arma banhada a ouro


Uma metralhadora e dois revólveres, incluindo um banhado a ouro, foram apreendidos durante a operação da Polícia Civil


 A Polícia Civil do Estado do Ceará, por meio da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), informou, nesta segunda-feira (6), que desarticulou com sucesso dois laboratórios de drogas localizados em Fortaleza, em diferentes operações realizadas na última sexta-feira (3). Em coletiva realizada nesta tarde, os agentes informaram que cerca de 10 quilos (kg) de cocaína, 20kg de mineíta, maconha e crack foram apreendidos, assim como três armas de fogo, incluindo uma metralhadora e dois revólveres.

Segundo a Polícia, um dos revólveres apreendidos na operação é banhado a ouro e estava com um dos suspeitos presos, identificado como Jonathan Menezes da Costa, de 32 anos, mais conhecido como ‘Chacal’ ou ‘Johnny Bombado’. Conforme a delegada Patrícia Bezerra, diretora da DCTD, a quadrilha  que Jonathan faz parte é a mesma de José Édson Honório de Sousa, 26, conhecido como ‘Tourão’, que foi preso no mês passado após um operação encontrar drogas em um piso falso de uma residência localizada no bairro Luciano Cavalcante..
droga
Segundo Patrícia Bezerra, o grupo de ‘Chacal’ e ‘Tourão’ é especialista em venda de drogas nos bairros mais nobres de Fortaleza, como Varjota, Aldeota, Papicu, Meireles e Praia de Iracema. A delegada explicou que após Jonathan ser abordado no bairro Varjota, ele acabou levando os agentes a um laboratório na Rua Tavares Coutinho, onde eram preparadas as drogas para a venda nas festas de Pré-Carnaval. “A especialidade deles é a cocaína, que, por ser cara, só é consumida por pessoas de poder aquisitivo maior. O Chacal era o principal gerente deles. O patrão ainda vai ser preso”, garante a delegada.
A Polícia também encontrou balões de borracha com cocaína. Segundo a delegada, a embalagem era usada para transportar a droga dentro de tanques de combustível de veículos. “Isso mostra com o que estamos lidando: uma facção criminosa sofisticada e que lida com um público de maior poder aquisitivo. Eles possuíam até arma banhada a ouro. Isso mostra o poder deles”, destaca Patrícia Bezerra.
Lagamar
A outra operação que desarticulou um laboratório de drogas na última sexta-feira foi realizada no Lagamar, onde os agentes prenderam Pedro Henrique Barbosa Soares, de 23 anos. Ele ressecava e embalava crack em um apartamento alugado na região. 
O cerco ao laboratório de drogas começou no início da tarde da última sexta-feira, quando as equipes da Polícia Civil receberam um denúncia sobre um suposto tráfico de entorpecentes que estava acontecendo em um apartamento no bairro Lagamar. “O denunciante forneceu características que nos fizeram chegar ao Pedro Henrique. As equipes seguiram o suspeito e o abordaram em um posto de combustível, onde ele parou o carro. Dentro do veículo, encontraram 45 gramas de crack (formato fino da droga, também chamado de água coco)”, explicou Lucas Aragão, diretor adjunto da DCTD.
Após a abordagem, os policiais foram ao apartamento do suspeito  no Lagamar. Lá, os agentes apreenderam um micro-ondas, uma balança de precisão, 145 gramas de crack, 1,5 kg de maconha e 400 gramas de cocaína. “O preso já estava ressecando a droga para fazer a embalagem. Era um pequeno laboratório. No imóvel não tinha nada, era alugado apenas para o tráfico de drogas”, pontuou Lucas Aragão. Segundo ele, Pedro Henrique não tinha antecedentes criminais..
Fonte: DN

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Câmara aprova aumento de pena para motorista alcoolizado que cometer homicídio

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou uma de três emendas do Senado ao Projeto de Lei 5568/13, da deputada Keiko Ota (PSB-SP), para...