terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

PRESOS QUEBRAM CELAS E TENTAM MATAR RIVAIS DURANTE MOTIM NA CADEIA DE TIANGUÁ

Quatro presidiários ficaram feridos durante o conflito na unidade. Equipes da Polícia Militar e GAP controlaram a situação na cadeia.

Cerca de 80 presos fizeram um motim nesta segunda-feira (8) na Cadeia Pública de Tianguá, distante cerca de 319 km de Fortaleza. Um grupo de detentos invadiu as celas da unidade para tentar assassinar quatro desafetos, mas foi impedido pela Polícia Militar.
De acordo com o coronel Paulo de Tasso, comandante do Batalhão da Polícia Militar da cidade, parte dos internos quebraram as celas da cadeia utilizando barras de ferro. Eles tentavam matar quatro presos, que foram resgatados pela polícia com ferimentos no corpo.
"A Polícia Militar foi acionada para atender essa ocorrência e evitar que eles fossem mortos. Os policiais logo dominaram a cadeia e tiraram eles do local. O motivo da confusão era uma rixa interna entre eles, ocorrida dentro da própria cadeia", disse o coronel.
Policiais da Força Tática de Apoio (FTA), Batalhão de Divisas e Ronda do Quarteirão foram acionados ao local. Já no início da tarde, os agentes de segurança controlaram a situação. Nenhum policial ficou ferido.
O coronel Paulo de Tasso informou que nenhum preso fugiu. Porém, segundo a PM, os presos estão soltos dentro da unidade porque as grades das celas foram quebradas.

A Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) confirmou o motim e disse que equipes da Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) foram chamadas ao local. Uma vistoria deverá ser realizada para avaliar a situação da cadeia pública após o tumulto.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Superior Tribunal de Justiça anula júri por uso de algema em réu durante julgamento

A Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), por maioria, anulou uma sessão do tribunal do júri porque o réu, acusado de homicídio...