sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Suspeito aproveitou depoimento para planejar ataque

Bandido estava em Pernambuco e veio ao Ceará para participar de uma audiência, no dia que o crime aconteceu


Foto: Divulgação/Polícia Civil
Ainda na semana em que a agência do Banco Bradesco de Redenção, no Maciço de Baturité, foi atacada, a Polícia Civil conseguiu desvendar como o crime foi planejado. As investigações apontam que o ataque foi premeditado por um presidiário, identificado como Bruno Rafael Nascimento Leandro, conhecido como “Rafael Fininho”. Natural de Redenção, o interno cumpre pena no sistema penitenciário de Pernambuco. Na última terça-feira (14), dia em que a agência foi invadida, ele foi trazido ao Ceará para prestar depoimento. 
O ataque foi planejado para desestabilizar a segurança em Redenção, diz a Polícia Civil. Para isso, Bruno contou com ajuda de pelo menos 9 pessoas, entre elas, Kaique da Silva Batista, natural do município. De acordo com a Polícia Civil, o presidiário acreditava que o crime na agência mobilizaria toda a segurança do município para encontrar os suspeitos, enquanto ele prestava depoimento na cidade. 
Na quarta-feira (15), em uma residência, na comunidade Boa Fé, equipes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), encontraram armas, coletes e um explosivo. Foram apreendidos: um revólver calibre 38, um fuzil AK 47, uma submetralhadora M10 e quatro pistolas. 
 A Polícia informou que continuará as investigações, até os demais suspeitos serem encontrados.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Ministério Público recomenda que prefeita realize o pagamento de servidores pontualmente

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através da 2ª Promotoria de Justiça de Canindé, baixou uma Portaria de instauração de pr...