quarta-feira, 31 de maio de 2017

“Operação Ostentação”: Mais dois homens são presos acusados de estelionato em Quixadá

Agentes da Delegacia Regional de Polícia Civil prenderam mais dois homens acusados de participação do grupo que aplicava golpes nas agências bancárias de Quixadá. Eles foram recolhidos em virtude de mandados de prisão preventiva, determinado pelo juízo da 2º Vara da Comarca.
Conforme a polícia, Leandro Holanda de Almeida, 26 anos, que residia no bairro Lagoa, e Ney Robson Alexandre Sampaio de Oliveira, (29), residente no bairro Alto São Francisco, ambos em Quixadá, estão presos acusados de serem membros da quadrilha que aplicava golpes a clientes e instituições financeiras.
Além da dupla, outros integrantes vão responder por crime de estelionato e associação criminosa.
No dia 25 de maio, conforme a SSPDS, foram presos Marcilio Jorge da Silva Cavalcante (39), o “Marcilio Voa Dois“; Marilianny Patrício Nobre (30); Osmildo Pereira Brito Neto (27), vulgo “Bodó”; e Jone Kello da Silveira Lemos (29), foram presos na segunda fase da operação “ostentação”.
Nos últimos dias 16 e 17, a Polícia Civil iniciou a desarticulação de uma associação criminosa responsável por aplicar golpes milionários em agências bancárias. Sendo inicialmente presos: Rafael Rodrigues Pereira (28) – “Fuinga”; Marcos Antônio da Silva Júnior (23); e Rafael Ferreira Vieira(23) – conhecido por “Rafael Galinha”.
Com as prisões nesta terça-feira, 30, sob para nove os membros do grupo que está sendo acusado pela Polícia Civil.
A prisão dos últimos dois não foi divulgado pela Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá, assim como os demais. Fotos e detalhes ainda não foram publicizados.
Fonte: Revista Central.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Homicídio em Canindé

O fato aconteceu na praça Tomas Barbosa. Os suspeitos já foram presos por populares.  João Paulo Ferreira Justino Torres é o nome do ...