terça-feira, 30 de maio de 2017

VEREADORA É AGREDIDA APÓS SER FLAGRADA COM O AMANTE NA CAMA.

Momento do flagra.

A vereadora de Ipueiras, Indira Pereira, foi flagrada com o marido de uma amiga na cama, após uma comemoração, fato ocorrido na cidade de Nova Russas, de acordo com informações . Segundo informações, a festa acontecia na casa da mulher traída, que teve de se ausentar para resolver um problema.

Ao voltar, presenciou a cena e partiu para a agressão. Não bateu no marido, mas em Indira.


Enquanto a ex-amiga da vereadora soltava o verbo contra o adúltero, Indira, com o rosto inchado, vestia, constrangida, a calcinha.


Indira usou a internet para emitir nota de esclarecimento
 Confira a nota: 

Amigos Ipueirenses .

Nas últimas horas tive minha vida pessoal devastada nas redes sociais em razão de um fato criminoso que ocorreu na minha vida íntima.

Na noite de sábado (21.5.16) fui violentamente atacada enquanto dormia. Sofri lesões corporais de natureza grave. A agressora só não retirou minha vida porque a pessoa com a qual eu estava interviu e evitou a prática de um homicídio.

Estou com um laudo médico circunstanciando a gravidade das lesões e já tomei as medidas criminais cabíveis, pois confio na Justiça.

Quero agradecer publicamente a Polícia Militar de Ipueiras pelo apoio imediato neste momento difícil da minha vida privada. Agradeço a Deus, a minha família e aos amigos que me prestaram solidariedade.

Apesar deste fato ter ocorrido com minha vida pessoal e íntima, quero esclarecer que quem me conhece sabe da minha força e da minha garra e o quanto venho trabalhando como vereadora para defender o Povo de Ipueiras.

Com a graça de Deus permaneço firme e forte e nada irá impedir a continuação do meu trabalho.

Paz e bem a todos.

Indira Pereira.
Vereadora.

Detalhes: 

Em 2016, Indira do Neném Pereira como é conhecida foi eleita Vereadora de Ipueiras pelo PROS na coligação UMA NOVA IPUEIRAS COMEÇA AGORA.

Indira.
Vídeo do flagra.
Fonte: Ipaporanga Notícias

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Operação na cadeia Pública de CANINDÉ.

141 celulares  60 carregadores  47 chips 38 baterias extras 4 pendrive 2 cartões de memória  1 balança de precisão  44 papel...