sexta-feira, 9 de junho de 2017

4 suspeitos morrem em confronto com a Polícia

Quatro suspeitos de integrarem uma quadrilha que planejava executar um rival e os familiares dele foram mortos, em um confronto com a Polícia Civil, na madrugada de ontem, na localidade da Tapera, município de Aquiraz. Dois homens e uma mulher foram presos, dentre eles, José Naílson Santos Melo, de 25 anos, o 'Capetinha', que já responde por quatro crimes. Segundo a Polícia Civil, a ação evitou uma nova chacina.
De acordo com as investigações da Corporação, de 12 a 15 suspeitos se preparavam para matar o traficante João Bosco da Rocha, conhecido como 'João Presinha' e familiares dele. O bando acreditava que o suspeito estivesse no mesmo sítio, onde já havia sido localizado antes. Porém, ele não estava na propriedade e não foi encontrado.
Quando os membros da quadrilha se aproximaram do sítio, por uma estrada carroçável, os policiais civis abordaram os suspeitos, que reagiram com tiros. Moradores da rua afirmaram à reportagem terem ficado assustados com o tiroteio intenso.
A população conta que os suspeitos tentaram correr por todas as direções e ainda se embrenharam no matagal vizinho, em posse de coletes balístico e fuzis. Quatro suspeitos foram feridos e morreram no local. Os nomes deles não foram divulgados.
Ao todo, a Polícia apreendeu três armas de grosso calibre: uma metralhadora, um fuzil e uma escopeta de cano duplo. Também foram localizadas 122 munições, celulares, uma balaclava e três veículos.
O secretário de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa, ressalta que a ação aconteceu de forma integrada. Quando questionado sobre uma possível relação entre o bando que queria matar 'João Presinha' com o que cometeu a 'Chacina do Porto das Dunas', no sábado (8), André Costa disse que há apuração em andamento a cargo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Continuidade
Ontem à tarde, os policiais militares capturaram outra dupla suspeita de envolvimento no plano para matar o criminoso. Tiago Nogueira, 21; e sua esposa Tomazia Costa Cadete, 18, foram localizados no bairro Sapiranga.
Nas proximidades de onde foram detidos, foi encontrado um carro que havia sido roubado próximo ao sítio pouco tempo após o confronto, para auxiliar na fuga de alguns dos suspeitos. O casal ainda tentou subornar os policiais com a quantia de R$ 4 mil e duas armas de fogo.
Alvo
Por ser apontado como líder do tráfico do Lagamar há anos e manter o posto, mesmo nos tempos em que esteve na prisão, 'João Presinha', era alvo certo de traficantes rivais. Quando foi preso pela última vez, em 2014, já era considerado o maior traficante da região.
Uma fonte da SSPDS, que preferiu não se identificar, afirmou à reportagem que ele é ligado à facção criminosa Guardiões do Estado (GDE). O bando que planejava a ação criminosa e que entrou em confronto com a Polícia, é da 'Cidade de Deus', vizinha ao Lagamar, mas dominada pela facção Comando Vermelho (CV). A motivação do ataque seria a briga entre as facções, pelo comando do tráfico de drogas na região, segundo a fonte.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Raio de Canindé bota pra lascar.

Foi preso na noite de terça feira no bairro do “S”,  individuo portando um revolver cal. 38 o nome dele não foi divulgado, o que se sabe p...