terça-feira, 13 de junho de 2017

Operação policial resulta na prisão de dois suspeitos e apreensão de armas e munições

Uma operação policial deflagrada por equipes policiais resultou na prisão de dois suspeitos e na apreensão de material bélico no município de Tabuleiro do Norte.
A investida policial para cumprimento de mandado de busca e apreensão aconteceu na manhã desta segunda-feira (12). Participaram da operação as delegacias de Tabuleiro do Norte, Limoeiro do Norte e Russas, com apoio de policiais militares de Tabuleiro do Norte, São João do Jaguaribe, Limoeiro do Norte e do Batalhão de Divisas.
A operação é fruto de uma investigação em andamento da Delegacia de Tabuleiro do Norte para apurar o crime de extorsão que vem sendo praticado na localidade de Olho D”água da Bica, na zona rural de Tabuleiro do Norte. De acordo com os levantamentos policiais, os criminosos utilizavam um aplicativo de mensagens instantâneas e bilhetes deixados nas residências e em comércios para praticar as extorsões. Durante as apreensões, foram encontrados aparelhos celulares, chips e tablets, que serão periciados por profissionais da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) para identificar provas contidas nos dispositivos.
Foram apreendidas também dez armas, sendo três espingardas de pressão, duas espingardas calibre 12, um revólver calibre 38, duas espingardas artesanais e duas espingardas calibre 36, além de mais de 80 munições de calibres variados. Parte do armamento foi encontrado em uma sucata, alvo da operação. Na casa de um dos suspeitos, os policiais encontraram um buraco feito no quintal onde as armas ficavam escondidas cerca de 1,5 m de profundidade.
Os agentes de segurança prenderam dois suspeitos: João Lúcio das Neves, 45 anos – responde a um porte de arma – e Alberto Ricceli Antonio Rebouças, 35 anos, sem antecedentes. Ambos foram autuados por posse ilegal de arma de fogo, e Alberto também foi autuado por crime ambiental, porque estava com um pássaro da fauna silvestre brasileira sem documentação.
A Polícia Civil do Estado do Ceará segue investigando as provas encontradas durante a operação e aguarda as análises do material apreendido para identificar os autores do crime de extorsão, já que há suspeita de que os homens exigiam dinheiro das vítimas com o objetivo de não mexerem com a integridade física de seus familiares. Se comprovado o crime, os suspeitos podem pegar de quatro a dez anos, e multa. 

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Homem é executado com vários tiros no bairro Campo Velho, em Quixadá

O clima de aparente calmaria e tranquilidade de Quixadá, foi quebrado na noite deste sábado (14) quando um homicídio a bala foi registrado...