quinta-feira, 13 de julho de 2017

Mulher confessa que dopava a filha criança deficiente mental para companheiro cometer estupro

 Uma mulher cometeu um crime cruel e bárbaro contra sua própria filha deficiente mental e visual. Ela dopava a criança  para que o namorado pudesse cometer o ato sexual. OBS: A CRIANÇA E DEFICIENTE MENTAL E VISUAL.

A delegacia especializada em crimes como  estupro, recebeu uma denúncia  por intermédio da secretária municipal de educação,onde foi relatado pela professora da  adolescente  que informou que a menina estava   com o comportamento altamente alterado, Motivo pelo qual a professora passou a verificar o que estaria acontecendo com a menina de modo que a professora teve acesso as conversas   que a mãe tinha com o homem de 32 anos pelo telefone whatsapp.

A mãe da menina chegou a oferecer de inicio a virgindade da menina para o estuprador, a mãe admite tudo inclusive que foram três vezes pelo menos que aconteceram os estupro e que todos aconteciam na casa do autor e que devido a dificuldade  que ele tinha em estuprar a garota eles primeiro dopavam a menina.
Fonte: MassapeCeara.Com

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Agricultores de Canindé elegem primeira mulher presidente do Sindicato Rural

Os agricultores (as) do município de Canindé elegeram, neste domingo (20), a primeira mulher que vai presidir a entidade sindical no muni...