sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Canal de Juazeiro faz vídeos bem-humorados de super-heróis com sotaque cearense

Assim como na cidade de Nova York, nos Estados Unidos, o Homem-Aranha também tem protegido a população da região do Cariri. Um grupo de jovens da cidade de Juazeiro do Norte, 491 km de Fortaleza, decidiu criar uma versão cearense do super-herói, com sotaque e gírias nordestinas, através de vídeos divulgados em redes sociais.
No episódio que virou sucesso na internet, o super-herói salva uma menina de um assalto em uma praça da cidade de Juazeiro do Norte. A ideia do grupo é abordar com humor a insegurança vivenciada pela população local ao transitar pelos espaços públicos.
Mas o Spider-Man não é o único que tem uma versão cearense. Homem de Ferro, Hulk, Super-Homem, Deadpool, Capitão América, entre outros, também contam com seus “cosplays” nordestinos.
“O nosso objetivo é ir além da diversão. Criar um legado para transmitir, por meio da comédia, críticas sociais do Brasil”, declara Giovanni Sobreira, um dos cinco membros do Canal Conspiração. Comportamentos da sociedade atual, questões de ética e política também são citados nos vídeos.
Criado no primeiro semestre de 2015, os vídeos do Canal Conspiração são voltados para o público adolescente e, por esse motivo, os membros tomam alguns cuidados na elaboração do roteiro. “A gente evita usar palavrões e a ideia de utilizar super-heróis é para mostrar a esse público de 10 a 16 anos como está a situação do País”, explica.
O tempo destinado para a produção dos vídeos é curto, pois os membros do canal trabalham e estudam. O fim de semana é o único tempo que os jovens têm para produzir o conteúdo da semana. Giovanni, por exemplo, é professor de informática e concilia suas atividades como as demandas do canal.
“Desde a criação do roteiro até a edição final de vídeo de 2 min, levam em torno de 10h e 20h. Postamos vídeos semanai”, pontua.

O trabalho no Canal Conspiração é visto pelos jovens como hobby. Por outro lado, apesar de ser uma diversão, eles têm investido na compra de equipamentos a fim de melhor a qualidade dos seus conteúdos.
“Tentamos investir o nosso dinheiro para ficar com melhor possível”, ressalta. Nesses dois anos de atuação, o Conspiração já produziu mais de 120 vídeos, atraiu 26 mil inscritos e recebeu mais de 2 milhões de visualizações.

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Operação na cadeia Pública de CANINDÉ.

141 celulares  60 carregadores  47 chips 38 baterias extras 4 pendrive 2 cartões de memória  1 balança de precisão  44 papel...